Publicado por Katharyne Bezerra

O primeiro dia do mês de abril é conhecido por ser repleto de mentiras e brincadeiras e as pessoas fazem tudo isso para enganar umas as outras. Este intuito surgiu na França, ainda no século XVI e ficou conhecido como o Dia da Mentira ou o Dia dos Bobos.

Assim, crianças, adultos e idosos entram no jogo por pura diversão, sem fazer distinção de idade. Além das pessoas, até alguns veículos de comunicação aderem as brincadeiras e tentam enganar seus leitores, ouvintes ou internautas.

Como surgiu o Dia da Mentira?

Existem muitas versões sobre o nascimento do Dia da Mentira, mas a teoria mais aceita na história leva em consideração o povo francês e seus respectivos costumes. No início do século XVI, as pessoas comemoravam o Ano Novo durante uma semana, que ia do dia 25 de março até 1 de abril.

1 de abril: O Dia da Mentira

Foto: depositphotos

Contudo, em 1562, o papa Gregório XIII instaurou um novo cronograma dos dias do ano para os cristãos, que ficou conhecido como calendário gregoriano. Esta nova forma de contar os dias transferia a comemoração do Ano Novo para o dia 1 de janeiro.

Com o passar do tempo a mudança foi sendo adotada pelos países, inclusive a França. O rei francês Carlos IX adotou a alteração dois anos mais tarde, em 1564. No entanto, esta modificação não foi bem aceita por toda a população.

Neste sentido, os povos mais tradicionais se recusavam a comemorar o Ano Novo na nova data estabelecida e continuavam a fazer suas festas no dia 1 de abril. Já os que adotaram a mudança passaram a zombar da tradição antiga, para isso convidavam as pessoas para festas inexistentes, mandavam presentes estranhos e apelidaram quem não aceitava a mudança de bobo.

Então, foi neste cenário que o dia 1 de abril surgiu e ficou conhecido, primeiramente como o Dia dos Bobos. Aos poucos, as brincadeiras foram se espalhando, a começar pela Inglaterra e depois para o restante do mundo.

O Dia da Mentira no Brasil

Assim como chegou em outros países, o Dia da Mentira também se tornou uma tradição no Brasil. No caso dos brasileiros, a prática recebeu uma ajuda de um veículo de comunicação do início do século XIX.

Chamado de A Mentira, o periódico lançou uma matéria no dia 1º de abril de 1848 afirmando que o imperador Dom Pedro II teria morrido. A repercussão foi tão grande que o jornal teve de desmentir a informação depois.

Desde então, se tornou um fato comum contar algumas mentiras para os amigos e conhecidos no primeiro dia do mês de abril. Mas é sempre bom ficar atento para não ser enganado e, claro, fazer apenas brincadeiras saudáveis.

Veja mais!