Publicado por Débora Silva

Santo Antônio é um dos santos mais populares do Brasil, tendo a fama de “casamenteiro” e, normalmente, é representado em imagens segurando o menino Jesus. No Brasil, anualmente é celebrado o Dia de Santo Antônio no dia 13 de junho, mesma data em que ocorreu o seu falecimento. Muitas pessoas acreditam que Santo Antônio é milagroso e pode auxiliar os seus devotos a encontrarem o seu par ideal para um casamento.

A vida de Santo Antônio

Santo Antônio de Pádua, também conhecido como Santo Antônio de Lisboa, nasceu no dia 15 de agosto de 1191, com o nome de Fernando de Bulhões y Taveira de Azevedo, em Lisboa, Portugal.

Santo Antônio foi cônego regular até os 25 anos da idade, quando soube que cinco franciscanos foram martirizados em Marrocos, por tentarem evangelizar infiéis. A partir desse acontecimento, ele decidiu tornar-se um missionário e, assim, entrou para a ordem dos frades franciscanos. Considera-se que a sua vida religiosa teve início com a sua atuação como frade no Convento de São Vicente de Fora e, posteriormente, no Convento de Santa Cruz, local em que estudou as leituras da Bíblia e as literaturas patrística, científica e clássica.

No ano de 1220, Santo Antônio tornou-se franciscano. Morreu na cidade de Pádua, na Itália, no dia 13 de junho, aos 36 anos de idade. Foi canonizado por Gregório IX em 30 de maio de 1232.

Santo Antônio também foi o primeiro doutor da Igreja Franciscana e deu aulas em universidades italianas e francesas.

Ilustração da imagem de Santo Antônio

Ilustração: Pixabay

O ‘santo casamenteiro’

Santo Antônio é o famoso “santo casamenteiro”, sendo invocado para auxiliar quem está à procura de um pretendente. No dia 13 de junho, data em que é comemorado o seu dia, também é o momento de fazer simpatias para “pressioná-lo” a ajudar os devotos. Algumas pessoas deixam a sua imagem de cabeça para baixo ou a separam do menino Jesus até o pedido ser atendido.

Reza a lenda que, quem casa no Dia de Santo Antônio, nunca descasa. Muitas pessoas que se casaram no dia 13 de junho também afirmam que, para realmente dar sorte, devemos ganhar uma imagem do santo, nunca comprar.

O padroeiro dos humildes

Além de “Santo Casamenteiro”, Santo Antônio também é o padroeiro dos humildes, pois ele distribuía alimentos aos menos favorecidos. Foi daí que surgiu o “pão dos pobres”, também conhecido como “pãozinho de Santo Antônio”.

No dia 13 de junho, as igrejas têm o costume de distribuir os pãezinhos de Santo Antônio, que devem ficar guardados em uma lata de alimentos para garantir a fartura durante o ano inteiro.

Veja mais!