Publicado por Katharyne Bezerra

De acordo com uma pesquisa elaborada e divulgada pelo Instituto Pró-Livro (IPL), 56% da população brasileira tem o hábito de ler. Destes, 42% disseram que leem a bíblia. Já 22% preferem outros livros religiosos, contos e romances. Os livros didáticos são as preferências de 16% da população, enquanto que os infantis abrangem o gosto de 15% dos leitores.

Mas, mesmo sendo a maioria da população, trata-se de um número pequeno de leitores. Por esta razão, é importante estimular o hábito de ler não só no Brasil, mas no mundo todo. E este estímulo deve ser iniciado ainda na infância.

Desta forma, desde a década de 1960 o mundo todo celebra no dia 2 de abril o Dia Internacional do Livro Infantil. Sendo esta literatura uma das mais importantes, uma vez que costuma ser o primeiro contato das pessoas com o mundo da leitura.

2 de abril: O Dia Internacional do Livro Infantil

Foto: depositphotos

Como surgiu o Dia Internacional do Livro Infantil?

No ano de 1967, o Conselho Internacional sobre Literatura para Jovens (IBBY, sigla em inglês) decidiu usar o dia 2 de abril para comemorar o Dia Internacional do Livro Infantil. A data escolhida pelo órgão refere-se ao dia em que o escritor dinamarquês, Hans Christian Andersen, nasceu.

O autor é conhecido como o primeiro profissional da área a adaptar a linguagem das fábulas para o público infantil. O escritor ainda adicionava uma lição de moral nas entrelinhas das histórias. Entre suas obras mais conhecidas estão “A pequena Sereia” (1837), “A Roupa Nova do Rei” (1837) e “O Patinho Feio” (1843).

A importância da leitura na infância

De acordo com a psicopedagoga Thalita Thomé, a leitura tem o poder de estimular a mente das crianças, por isso é tão importante e necessária ainda na infância. “Os livros têm o poder de transportar a criança para outro mundo e ampliar seus conhecimentos de uma forma gostosa e divertida. Por isso, os pais podem usar a criatividade com teatros, usar objetos que tenham em casa, tudo para fazer a criança se sentir parte da aventura”, recomenda a especialista.

Títulos de obras da literatura infantil

Diante de tantas obras destinadas as crianças, a psicopedagoga recomenda algumas leituras. “Esses contos trazem uma abordagem muito bacana sobre diversidade de raças, laços de amizades e como enfrentar o medo, que são temas muito propícios para essa faixa etária”, explica. Os contos são:

  • “Bruxa, Bruxa, venha a minha festa”;
  • “A menina bonita do laço de fita”;
  • “Pedro e Tina”.

Veja mais!