Publicado por Pollyana Batista

A Mata Atlântica é um sistema tão importante para o nosso país, que no dia 27 de maio de todos os anos é comemorado o dia da Mata Atlântica. Você sabe quais são as principais características dela? Conheça agora.

De acordo com o Ministério do Meio Ambiente do Brasil, a “Mata Atlântica é formada por um conjunto de formações florestais (Ombrófila Densa, Ombrófila Mista, Estacional Semidecidual, Estacional Decidual e Ombrófila Aberta) e ecossistemas associados como as restingas, manguezais e campos de altitude”.

Antes do desmatamento, a Mata Atlântica possuía mais de 1.300.000 km2 que se estendiam por 17 estados brasileiros. Atualmente, esse território já foi reduzido em 22%. Ainda segundo o Ministério do Meio Ambiente, somente 8,5% da Mata Atlântica do nosso país está bem conservada.

Onde fica localiza a Mata Atlântica?

Devido a importância da Mata Atlântica para o Brasil foi destinado um dia em sua homenagem

70% do PIB brasileiro vem de trabalhos ligados ou dependentes desse bioma (Foto: depositphotos)

A Mata Atlântica não existe somente no Brasil, uma boa parcela fica na América do Norte e na Europa. Distribuídos nessas regiões, há cerca de 20 mil espécies de vegetais, algumas delas ameaçadas de extinção. Em relação aos animais, são 849 espécies de aves, 370 espécies de anfíbios, 200 espécies de répteis, 270 de mamíferos e cerca de 350 espécies de peixes.

O Ministério do Meio Ambiente afirma que 70% do PIB brasileiro vem de trabalhos ligados ou dependentes da Mata Atlântica. Por exemplo, a indústria que precisa da água que vem dos mananciais da Mata Atlântica.

Veja também: Mata Atlântica – Fauna, flora e fotos

Além disso, dependem desse sistema a fertilidade do solo, o equilíbrio climático, a preservação das encostas e serras. Todos esses setores sofrem influência da natureza. Pensando nisso, em 2006, foi aprovada uma Lei para conservar e recuperar a Mata Atlântica.

Espécies da Mata Atlântica que estão ameaçadas de extinção

Tatu-canastra

Com nome científico de Priodontes maximus, o Tatu-canastra pode chegar até um metro e meio. Chama a atenção suas unhas podem chegar até 20 centímetros que o ajudam a se livrar dos seus predadores. Infelizmente, esse animal está ameaçado de extinção.

Tamanduá-bandeira

Símbolo da copa no Brasil, o Tamanduá-bandeira está ameaçado de extinção. Ele é conhecido por comer formigas e cupins. Suas garras são fortes e seu focinho extenso. Grande parte dos exemplares morreram durante as queimadas em diversos territórios da Mata Atlântica brasileira.

Veja também22 de abril e o Dia da Terra

Arara Azul

Essa ave é uma das mais belas do mundo! A Arara Azul mede de 100 a 120 centímetros. A principal fonte de energia delas são as frutas, nozes, folhas e sementes. Ela vive muito em bando, mas infelizmente por conta do tráfico, da caça e da destruição da Mata Atlântica, está ameaçada de extinção.

Onça Pintada

A onça pintada é a cara do Brasil, não é? Ela pode chegar a medir mais de 2 metros de comprimento, 90 centímetros de altura e pode pesar até 150 quilos. Seu habitat natural é às margens dos rios que cortam a Mata Atlântica. Sua expectativa de vida é de 20 anos, mas a caça ilegal a colocou no ranking dos animais ameaçados de extinção.

Mico-leão-dourado

Pequeno e gracioso, o Mico-leão-dourado é um primata que está em extinção. Uma de suas características é que o seu rabo pode ser maior que o seu corpo. Ele costuma viver em grupos em cima das árvores, mas por conta do desmatamento, pode deixar de existir em alguns anos.

Veja também: Tipos de vegetação do Brasil

Veja mais!