Publicado por Débora Silva

A Bacia Platina, também conhecida como Bacia do Prata, é a segunda maior bacia hidrográfica da América do Sul e a quarta maior do mundo, com cerca de 3,1 milhões de quilômetros quadrados de superfície, sendo que quase metade está em território brasileiro.

É formada por três sub-bacias hidrográficas: Bacia do Paraná, Bacia do Paraguai e Bacia do Uruguai. Os nomes das bacias correspondem aos três maiores rios que as formam, e todos eles nascem em território brasileiro, e também banham outros três países sul-americanos: o Paraguai, o Uruguai e a Argentina.

A Bacia Platina

Foto: Reprodução

Vamos conhecer melhor cada uma das bacias que compõem a grande Bacia Platina:

Bacia do Paraguai

É navegável e corre pelas terras planas do Pantanal. Destacam-se os portos de Corumbá (Mato Grosso do Sul) e o porto de Assunção, no Paraguai.

Bacia do Uruguai

Corre por áreas elevadas, sendo navegável entre as cidades de São Borja, no Brasil, e Salto, no Uruguai. A hidrelétrica uruguaio-argentina de Salto Grande localiza-se em Salto. A Bacia do Uruguai possui uma grande importância para os Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Bacia do Paraná

Maior das três, a Bacia do Paraná situa-se em áreas do sudeste e sul do Brasil. Foi muito modificada para a construção de hidrelétricas e para a navegação. Além do rio Paraná, destacam-se, na região, os vários afluentes pela geração de energia e pelo recente desenvolvimento das hidrovias. A segunda maior usina do mundo, Itaipu, está localizada nessa bacia.

Entre os seus rios encontramos o Rio Tietê, que atravessa quase todo o estado de São Paulo e a sua capital, tendo virado o maior símbolo de poluição das águas no nosso país.

A importância da Bacia Platina

Os rios da Bacia Platina têm fundamental importância, pois abastecem a região mais habitada e industrializada do Brasil e fornecem água para outros três países do continente sul-americano.

A Bacia Platina possui um elevado potencial de geração de energia elétrica, sendo que as usinas que estão instaladas em seus rios geram aproximadamente 65% de toda a energia consumida no país.

As águas de seus rios são muito utilizadas para o consumo doméstico, agrícola e industrial e para a navegação, proporcionando o comércio e transporte de cargas entre as nações que integram o Mercado Comum do Sul (MERCOSUL).

Principais hidrelétricas instaladas

As principais hidrelétricas instaladas na região são as seguintes: Usina Hidrelétrica Itaipu Binacional, de Furnas, Engenheiro Souza (Jupiá), Ilha Solteira, Porto Primavera e a usina de Marimbondo.

Veja mais!