Publicado por Nicoli Tomazella

O acento agudo é de grande importância, pois é ele que indica a sílaba tônica, aquela sílaba mais forte. Por isso é preciso estar atento para não omitir esse acento, pois pode prejudicar a comunicação. Ele fio criado para ajudar as pessoas na escrita, e em relação à pronúncia das palavras.

Acentos agudos

Foto: Reprodução

Para ter certeza o momento certo de acentuar as palavras devemos estar atentos com dois fatores:

­Primeiro fator

A sílaba tônica de cada palavra, a sua tonicidade. É a partir da tonicidade que as palavras são classificadas como: oxítonas, última sílaba tônica; paroxítona, a penúltima é tônica e proparoxítona, a antepenúltima é a tônica.

Segundo fator

A terminação das palavras. De acordo com cada terminação da palavra terá uma regra de acentuação diferente.

O acento agudo

Indica, além da tonicidade, a forma com que a vogal deve ser pronunciada, no caso as vogais a, e, o como acento agudo. A pronúncia deve ser aberta.

Regras gerais e regras complementares na hora da acentuação

As regras gerais são: acentuação dos monossílabos tônicos, das oxítonas, das paroxítonas e das proparoxítonas;

As proparoxítonas são todas acentuadas; nas oxítonas acentuam-se as terminadas em: – a(s), -e(s), -o(s), -em, ens; as paroxítonas recebe acento quando terminadas em -i (s), u(s), um, uns, l, r, x, n, também terminadas em ditongo oral seguido ou não de s, ou terminadas em: -ã, -ãs, -ão, -ãos.

Os monossílabos tônicos são acentuados quando terminados em –a, -e, – o.

As regras complementares são: acentuação dos ditongos abertos, dos hiatos e de alguns verbos.

Ditongos abertos nas paroxítonas não são acentuados. As vogais i e u, quando sozinhas na sílaba ou com s, recebem acento agudo, mas se estiverem após o ditongo, não recebem. Os verbos arguir e redarguir não recebe acento agudo, mas quando pronunciado é como se fossem acentuados.

Devemos prestar atenção na terminação das palavras para acentuá-las corretamente e quando houver necessidade de acento.

Veja mais!