Publicado por Natália Petrin

As crianças quando entram na escola passam por um processo de aprendizado das coisas mais básicas, que envolvem uma parte que, inclusive, é bastante divertida para eles: os blocos lógicos.

Tem como função principal auxiliar a aprendizagem de crianças na educação infantil e básica, e podem ser confeccionados em madeira e plástico, ou até mesmo cartolina, aumentando a participação dos alunos.

Para as escolas ou pais que querem comprar, esses blocos normalmente são encontrados em estabelecimentos comerciais que são especializados em materiais pedagógicos.

Importância da aplicação nas escolas

Na década de 1950, os blocos lógicos foram criados por Zoltan Paul Dienes, um matemático húngaro. Esses blocos são auxiliares para o exercício da lógica e do raciocínio abstrato, e ajudam ainda a estimular a análise, o raciocínio e o julgamento.

Aprendendo com os blocos lógicos

Foto: Reprodução/ internet

O psicólogo Russo Vygotsky já usada aparatos semelhantes em seu trabalho sistemático para estudar a formação dos conceitos infantis em sua vida.

Quando aplicado nas séries iniciais, o material permite que a criança desenvolva suas primeiras noções de lógica, além das relações como correspondência e classificação. Segundo Piaget, “a aprendizagem na matemática envolve o conhecimento físico e o lógico-matemático. No caso dos blocos, o conhecimento físico acontece quando a criança pega, observa e identifica os atributos de cada peça. O lógico-matemático se dá quando ela usa esses atributos sem ter o material em mãos (raciocínio abstrato)”.

É, portanto, um equipamento bastante importante no desenvolvimento cognitivo das crianças, podendo inclusive, quando ausente, prejudicar o aprendizado em matemática.

Propriedades

As peças somam 48, e têm propriedades diversas, confira:

  • Tamanho: podem ser grandes ou pequenas
  • Cor: estão presentes, normalmente, nas cores amarela, azul e vermelha
  • Forma: são quadrados, círculos, triângulos e retângulos
  • Espessura: podem ser mais finas ou mais grossas

Como usar na escola?

Não há exatamente uma regra, assim como nem todas as formas de exploração já são conhecidas. Quando bem articulados, os blocos permitem um desenvolvimento do raciocínio lógico de forma bastante aprimorada.

Sugestão de utilização

As caixas com blocos devem ser distribuídas para as crianças, que devem ser orientadas a olhar, manusear e brincar com os blocos. O professor deverá explicar, em conversa informal, a terminologia classificativa de cada uma das peças, envolvendo todas as suas propriedades.

Outra sugestão é deixar os blocos espalhados pelo chão no meio de um círculo formado pelos alunos. Um aluno por vez deverá empilhar peças para que a torre se forme sem ser derrubada. Com isso, os alunos passarão a avaliar quais seriam as melhores peças para serem colocadas. Mas não se limite às sugestões, pois existem ainda muitas outras formas diferentes de trabalhar com esses blocos.

Veja mais!