Publicado por Lia Vieira

Assoreamento são processos erosivos, causados pelas águas, ventos e processos químicos, antrópicos e físicos que desagregam os solos e rochas formando assim sedimentos que serão transportados. O depósito destes sedimentos é chamado de assoreamento.

O fenômeno do assoreamento é atual?

Podemos dizer com embasamento científico que o fenômeno do assoreamento ocorre desde que “o mundo é mundo”, isto é, desde bilhões de anos atrás, os sedimentos do solo e de rochas foram transportados em direção aos rios e mares, formando extensas planícies aluvionares, que preencheram o fundo dos oceanos.

Se fosse possível assistir todas estas mudanças ao longo dos bilhões de anos, poderíamos visualizar as mudanças físicas e constantes que ocorrem no planeta Terra, como por exemplo, montanhas surgindo e sendo erodidas, tento todo o seu material transportado para rios e mares.

Em seguida este material em baixo do oceano será assoreado por sedimentos que serão comprimidos, se transformando (através da força da pressão e temperatura) em rochas, formando assim novas montanhas, em um ciclo sem fim que se repete constantemente.

Assoreamento

Foto: Reprodução

Por que o assoreamento acontece no planeta Terra?

Enquanto o planeta Terra for quente este fenômeno irá se repetir com ou sem a ajuda do ser humano. À medida que o planeta passar a esfriar as montanhas erodidas não serão mais substituídas, chegando o fim ao fenômeno de assoreamento no planeta.

Qual a influência do ser humano no fenômeno?

O ser humano é bastante influente dentro do processo de assoreamento do planeta, em função de suas atitudes perante o desmatamento e das emissões gasosas que contribuem para o processo erosional, acelerando o fenômeno de assoreamento.

No entanto vale apena lembrarmos que fenômenos naturais como, por exemplo, vulcões, furacões e terremotos podem em poucas horas, serem capazes de realizar estragos ainda maiores do que os realizados pelo ser humano.

O fenômeno do assoreamento pode imobilizar um rio?

Não, no entanto o assoreamento pode afetar a navegabilidade do rio, obrigando o ser humano a realizar atos corretivos para que volte a ter a profundidade adequada.

Devemos entender que enquanto houver chuvas o rio irá continuar correndo em direção ao mar, desenvolvendo novos caminhos alternativos e derrubando barreiras que o homem ou até mesmo a própria natureza coloquem a sua frente.

O assoreamento pode matar lagos, mas nunca os rios, pois estes possuem um forte ciclo hidrológico, isto é o movimento infinito e circular formado pela evaporação, precipitação e escoamento das águas.

Veja mais!