Publicado por Pollyana Batista

O francês Napoleão Bonaparte parecia invencível. Até 1814, ele praticamente hegemonizou a Europa com sua dominação francesa. Sua história de poder começou em 1799 quando, por meio de um golpe, tornou-se o Primeiro Consul. Sua influência chegaria ao ápice quando cinco anos depois foi proclamado imperador.

A partir disso, ele deu início ao seu plano de expansão, cujo principal objetivo era dominar todo o Velho Continente. Mas, as conquistas não foram tão fáceis assim, tanto que ganhou até um nome oficial “As Guerras Napoleônicas”. Sempre que saia vitorioso, o imperador Napoleão nomeava amigos e familiares para conduzir os nossos territórios.

Em 1812, seu poderio começou a ruir. Graças à intervenção Russa que não cedeu ao exército francês. Um ano depois, Napoleão perdia o seu trono e teve que se exilar na Ilha de Elba.

Batalha de Waterloo: o fim da Era Napoleônica

Foto: Reprodução/ internet

Batalha de Waterloo

Aí começa a história de Waterloo. Insatisfeito com o exílio, Napoleão planejou durante um ano sua volta triunfal. Ele queria reconquistar o que havia perdido e para isso juntou homens, armas e estratégias.

Em 1815, ele retomou o império francês e governou durante 100 dias. Nesse tempo, os inimigos de Napoleão formaram uma coligação e decidiram que não iriam deixar mais espaço para o conquistador francês.

O destaque aqui vai para os exércitos da Prússia (comandada pelo general Gebhard Leberecht von Blücher) e da Inglaterra (à frente o Duque de Wellington) que se preparavam para invadir o território francês.

Sabendo disso, Napoleão reuniu 72 mil homens e partiu para o ataque. O confronto aconteceu no território que hoje é a Bélgica. Seus inimigos tinham, em média, 118 mil homens e a batalha durou três dias, entre 16 e 19 de junho de 1815.

O conflito foi marcado por forte chuvas e coragem dos envolvidos. Por fim, a vitória se deu para a força de coalização formada pelos inimigos de Napoleão, que foi novamente deposto e exilado na Ilha de Santa Helena. Em seu lugar, o trono foi retomado pelo rei Luís XVIII. Depois disso, Napoleão não retornou ao poder, vindo a morrer por câncer no estômago ainda no exílio em 1821.

Curiosidades sobre Waterloo

A rede britânica BBC reuniu uma série de curiosidades sobre a Batalha de Waterloo. Fique sabendo de algumas agora:

– Waterloo levou a fama, entretanto, a batalha em si não aconteceu lá, mas sim em Braine-l’Alleud et Plancenoit. Waterloo foi o local onde o conflito foi planejado pelas forças de coalizão;

– Durante o mês de junho choveu bastante na Bélgica, entretanto os militares eram proibidos de usarem guarda-chuva sob o pretexto que pareceriam frágeis diante dos inimigos franceses;

– O resultado da batalha só foi conhecido três dias depois, quando um mensageiro conseguiu chegar a cidade mais próxima. Depois disso, muitas pessoas migraram para o local do conflito para testemunhar a derrota napoleônica.

Veja mais!