Publicado por Katharyne Bezerra

Aves. Peixes. Plantas. Insetos. Mamíferos. Anfíbios. Répteis. O mundo é repleto de seres vivos que ocupam seus habitats naturais, seja na terra, na água ou no ar. A diversidade de espécies no Planeta é gigantesca. Segundo pesquisadores, estima-se que somando os seres vivos que já foram estudados, com os que ainda não foram descobertos, o número fique entre 10 a 30 milhões de espécies no mundo.

A biodiversidade é exatamente essa variedade de espécies que habitam o planeta Terra. “Bio” vem de vida, que associada à diversidade, nomeia toda essa abundância de seres vivos que habitam ecossistemas, formando paisagens.

Níveis da biodiversidade

Dividida em três níveis, a diversidade biológica pode ser apresentada pela genética, orgânica e ecológica.

Diversidade Genética

Os seres vivos são formados por genes, estes que contém as características de cada espécie. Todo animal, sendo ou não da mesma espécie, não possui genes iguais. É dessa particularidade a responsabilidade pela aparência do animal. Ou seja, no ser humano é o que vai determinar a cor do olhos, o tamanho e também a cor da pele.

Biodiversidade é o que mantém o equilíbrio da Terra estável

Foto: Reprodução/ internet

Diversidade orgânica

São as famosas espécies, que nada mais é do que as evoluções de determinados animais que possuem características em comum, colocando-os na mesma definição. Já foram identificadas cerca de 1,75 milhões de espécies no mundo, incluindo plantas e animais.

Diversidade ecológica

Quando as espécies, iguais ou não, se unem, elas formam comunidades. Essas, por sua vez, ao interagirem com o meio onde vivem formam um ecossistema. Já a junção de vários ecossistemas formam um bioma. Florestas, desertos e oceanos são exemplos de biomas.

A importância da biodiversidade

A biodiversidade é o que mantém o equilíbrio da Terra estável. Dela pode ser retirado o alimento, material para a confecção de roupas, utensílios, móveis, remédios. Além de oferecer uma qualidade de vida melhor e mais saudável para os seres que dela fazem parte.

Uma vez afetada, a diversidade biológica não sofrerá em um local isoladamente, mas afetará toda a sua estrutura. Trazendo consequências ruins para todos que habitam o planeta Terra.

Riscos que afetam a natureza

A ação do homem é o pior risco que a biodiversidade pode correr. Árvores são derrubadas, lagos e oceanos são tratados como depósitos de lixos, animais são utilizados excessivamente, espécies com risco de extinção são contrabandeadas. Enfim, são inúmeros os erros que os homens cometem contra a natureza, mesmo tendo em mente que, no futuro, haverá uma consequência séria para essas ações.

Preservação do meio ambiente

O ser humano é totalmente dependente da natureza. Respira, come, trata-se através dela. Por essa razão, preservar e cuidar do meio ambiente é zelar pela própria saúde e bem-estar.

Para marcar a importância da biodiversidade, no dia 22 de maio é celebrado o Dia Internacional da Biodiversidade. Data que também serve para intensificar o processo de conscientização das pessoas acerca da preservação da natureza como um todo. Um dia para respeitar ainda mais os animais, as plantas e tudo que faz parte da diversidade biológica do Planeta.

Veja mais!