Publicado por Natália Petrin

Você já deve ter visto, no começo do ano, os desfiles de escolas de samba competindo com belíssimos carros e fantasias. Essa é uma das festas populares mais animadas, tendo origem portuguesa. Antigamente, as pessoas jogavam umas nas outras ovos, água e farinha em um período anterior a quaresma. Hoje em dia, a festa é diferente, mas este sentido continua implícito nas festas. Sem dia determinado, a festa é móvel, mas antecede a quaresma.

Todo mundo sempre diz que o carnaval é uma festa típica brasileira, mas você sabia que não era assim antigamente?

Carnaval

Foto: Reprodução

O início

A festa de carnaval que, antes, chamava-se entrudo, chegou ao Brasil no século XVII e acabou sendo influenciado pelas festas carnavalescas europeias. Essas influências foram de países como a Itália e a França em que eram comuns desfiles com máscaras e fantasia.

Os primeiros blocos carnavalescos começaram a surgir por aqui ao final do século XIX quando os cordões e corsos também surgiram. Os carros eram decorados, as pessoas fantasiadas, e assim iam todos desfilar pela cidade. Aí temos também a origem dos carros alegóricos muito comuns – e praticamente indispensáveis – nos desfiles de carnaval atuais.

A partir de então, no decorrer do século XX, o carnaval foi aumentando suas proporções e se popularizando com as marchinhas carnavalescas que acabavam dando às festas um ar ainda mais animado.

A primeira escola de samba

Com o nome de Deixa Falar, a primeira escola de samba foi criada por Ismael Silva, sambista carioca, no Rio de Janeiro. Esta mesma escola, posteriormente, passou a se chamar Estácio de Sá. Começam a surgir novas escolas de samba que aumentam a popularização da festa dando um novo formato ao carnaval de rua. Os primeiros campeonatos começaram a surgir para avaliar qual das escolas era a mais bonita e mais animada da festa.

As festas mais conhecidas

O carnaval tornou o Brasil famoso em todo o mundo, tendo como as festas mais conhecidas lá fora a do Rio de Janeiro, em que predominam as fantasias belíssimas e as alegorias; a festa de Olinda e a de Recife que contam com apresentações de frevo e a disputa pelos bonecos gigantescos; e a festa de Salvador que conta com trios elétricos que transitam pelas cidades com muitas aparelhagens de som que agitam toda a cidade. Os cantores famosos ficam em cima dos carros cantando e puxando multidões para pular o carnaval.

Veja mais!