Publicado por André Luiz Melo

A busca por informações e reportagens precisas em jornais, revistas e publicações online é sempre algo de fundamental importância para se manter informado e atualizado, sobretudo quanto aos acontecimentos que movimentam o cotidiano do mundo. Todavia, apenas ler não é suficiente. É preciso que leitor também possa interagir com esses meios. Eis que surge a carta do leitor.

Esse mecanismo de interação, seja para com publicações impressas ou digitais, nada mais é do que um gênero textual o qual um leitor pode fazer uso para expressar sua opinião acerca de algum assunto publicado.
É nesse espaço que os leitores de veículos de comunicação impressos ou na internet podem expressar elogios, críticas e sugestões a respeito de determinado assunto que ali fora publicado. Ou também é possível opinar sobre algum fato do cotidiano que ainda não tenha sido noticiado.

Estrutura textual

A estruturação de uma carta do leitor não tem mistério ou complexidade. Nada que fuja tanto ao padrão habitual de escrita de uma carta convencional. São os mesmos elementos de uma carta pessoal, aqueles que, certamente, você já deve ter escrito (ou mesmo seus familiares) para muitos destinatários ao longo da vida. E com o advento da tecnologia, não se dispensa o envio dessa carta por meio da internet (email). Vejamos o passo a passo:

1º) Antes de tudo não esqueça de começar deixando registrada a data a qual a carta foi escrita.
2º) Coloque o vocativo, ou seja, o nome a quem se destina tal carta, o destinatário, que no caso deverá ser algum jornal, revista e/ou publicação digital.
3º) Desenvolva o corpo do texto colocando todas as informações (essenciais) sobre o assunto que pretende escrever.
4º) Por fim, não esqueça de registrar uma despedida cordial acompanhada da assinatura de quem escreveu a carta.

Carta do leitor

Foto: Reprodução

Recebimento e publicação da carta

Ao chegar ao destinatário, ou seja, o veículo de comunicação impresso ou online, a carta de um leitor passa por um processo de seleção e adaptação para que venha a ser publicada. Isso ocorre devido às milhares de cartas que chegam às redações de jornalismo para publicação em um curto espaço no veículo de comunicação.

De tal modo que é indispensável que um dos editores da publicação impressa ou digital tenha que realizar determinadas adaptações do conteúdo escrito na carta para uma linguagem jornalística. E em alguns casos, inclusive, reduzir o conteúdo textual escrito na carta.

Veja mais!