Publicado por Anna de Cássia

O Cerrado é um tipo de bioma, ou seja, um conjunto de ecossistemas com algumas características próprias, que lembram a vegetação e clima das savanas africanas. Ele é o segundo maior bioma do Brasil, chegando a ocupar 40% do nosso território, e perdendo apenas para o bioma da Floresta Amazônica.

Cerrado - Vegetação, solo e bacias hidrográficas

Foto: Reprodução

Ele tinha originalmente 2 milhões de km², porém, com todo o desmatamento e destruição da natureza para construir cidades, hoje ele só possui 20% de seu tamanho original. Sua localização ocupa toda a região centro-oeste do país, e uma boa parte das regiões nordeste, norte e sudeste.

Características da vegetação do cerrado

A vegetação do cerrado é bem diferente das florestas. Ela é formada principalmente por plantas rasteiras como a grama e outros tipos parecidos. As árvores do cerrado costumam ser localizadas bem distantes umas das outras, e não próximas como as das florestas. A maioria dessas árvores é de porte pequeno ou médio, e possui o tronco bem retorcido.

A diversidade de plantas do cerrado é enorme, o que acaba fazendo com que a diversidade de animais acabe sendo muito grande também. A estimativa é de que, mesmo com grande parte do cerrado destruído, ainda existam cerca de 10.000 espécies de plantas e 1.300 espécies de animais.

Bacias hidrográficas do cerrado

O cerrado brasileiro é cortado por três grandes bacias hidrográficas: Bacia de São Francisco, bacia da Prata e bacia de Tocantins. Além dessas bacias que passam pelo território do cerrado, existem também as nascentes que muitos rios nesta área, que fornecem água para milhares de pessoas e despejam suas águas em outras grandes bacias hidrográficas, como a bacia Amazônica, que é a maior do Brasil.

Os solos do Cerrado

Os solos do cerrado são considerados impróprios para a agricultura, porque são muito ácidos, e por isso as plantas não conseguem sobreviver muito. Porém, desde 1970 este problema está resolvido. A tecnologia ajudou a corrigir a acidez dos solos, fazendo com que eles ficassem mais produtivos, ideais para a plantação. Esse grande processo foi chamado de Revolução Verde, e foi muito importante para ampliar a agricultura do Brasil, que é uma das principais fontes econômicas do país.

A Revolução Verde também ajudou a aumentar a agropecuária da região, que também é uma fonte econômica muito importante no Brasil. Isso é bom, pois a vegetação de poucas árvores e muita grama favorece a criação de gado. Entretanto, isso fez com que as poucas florestas que existem na região fossem destruídas.

Veja mais!