Publicado por Priscila Melo

Você já ouviu falar em Cleópatra, a tão famosa rainha do Egito? E da história de amor entre Ela e Marco Antônio? Esses dois foram muito importantes na história do fim da República em Roma e o início do Império. Conheça agora um pouco mais dessa história.

cleopatra-e-marco-antonio

Cleópatra

Filha de Ptolomeu, rei egípcio, Cleópatra nasceu na cidade macedônica de Alexandria. Era a filha mais velha e foi uma rainha que herdou as heranças gregas e persas que definiram na região nordeste da África pela ação do imperador macedônico Alexandre, O grande.

Mesmo sendo uma mulher vaidosa e cheia de futilidades, o que mais Cleópatra queria era ter poder, um dos seus maiores objetivos era reconquistar todo o seu reino que em algumas regiões era dominado por estrangeiros. Era uma mulher muito inteligente, sabia debater bem e falava várias línguas como aramaico, egípcio, árabe, somali e outros.

A rainha

Para conseguir chegar ao trono Cleópatra casou-se com Ptolomeu XII, que era seu irmão. Após isso ela percebeu que mesmo tendo uma posição real não possuía poderes, pois os burocratas é quem controlavam o Estado. Estes burocratas perceberam como Cleópatra era ambiciosa e por precaução fizeram com que ela tivesse que fugir de Alexandria.

Quando Cleópatra soube que Cesar e sua tropa estavam indo a Alexandria criou um plano para conseguir encontrar Júlio Cesar sozinha e assim poder seduzi-lo. Ela teve a ideia de se enrolar em um tapete que seria entregue a Cesar como presente. Com esse feito Cleópatra conseguiu conquista-lo. Ele lutou junto a sua amada contra os revoltosos contrários ao governo da rainha do Egito. Mas, após um tempo, Júlio Cesar partiu com seu exército para a região de Ponto. A rainha permaneceu em Alexandria, mas estava grávida, e seu filho recebeu o nome de Cesarião.

Muito audaciosa, Cleópatra levou Cesarião a Roma para conhecer o pai. Mas os romanos mais conservadores se sentiram ameaçados, pois ela representava outra cultura. Com medo que Cesar a transformasse em rainha de Roma, um grupo de republicanos o assassinou.

Marco Antônio

Após a morte de Júlio Cesar, dois generais assumiram o poder político do Império: Otávio Augusto e Marco Antônio. Como a ambição de Cleópatra era muito grande ela começou a planejar seu próximo passo, que era seduzir Marco Antônio e fazer com que ele se unisse a ela.

Marco Antônio estava na Silícia e convocou a rainha do Egito para discutir o poder da Ásia. Neste encontro, Cleópatra mostrou a cultura oriental e em seguida conquistou o general. Ele acabou com todos os inimigos políticos do seu novo amor e abandonou sua esposa.

O casal teve três filhos, que após alguns anos se tornaram reis da Armênia, Síria e Ásia Menor. Com isso ficou evidente que Roma estava politicamente dividida entre dois poderes: o de Otávio, que era comprometido com o Ocidente e o de Marco Antônio que era deslumbrado com o Oriente.

O fim do romance

Otávio, começou a desconfiar que Marco Antônio pudesse estar planejando algo contra ele e passou a fazer vários ataques. Fez com que acreditassem que Cleópatra era uma ameaça para os romanos. Mas Marco Antônio permaneceu ao lado de sua amada e decidiu combater as tropas de Otávio.

Depois de várias batalhas o casal percebeu que não teria chance contra Otávio, então decidiram se matar. Mas aquilo não foi o suficiente para Otávio, o mesmo foi atrás de todos os descendentes de Marco Antônio e Cleópatra e matou todos eles.

Veja mais!