Publicado por Pollyana Batista

Fazer um discurso é sempre um desafio. Por mais expert que você seja no assunto é preciso planejar, estudar e treinar. Ordenar as ideias de forma que quando passadas para o público tenha o efeito esperado.

Você sabe como começar um discurso? Como terminar? O que evitar? Seguir algumas dicas pode facilitar o desenvolvimento do seu texto. Portanto, vale a pena ler mais sobre o assunto e separar as dicas que melhores lhe servirem.

Começando um discurso

Fale um absurdo

Para prender a atenção do seu público durante um discurso, abra-o falando algum absurdo. Essa frase de choque vai envolver os espectadores para entender por qual motivo você falou aquilo.

Porém, não é preciso nem explicar que você deve evitar a todo custo falar sobre política, religião ou qualquer tema mais polêmico (exceto se o evento for desses segmentos).

Exemplo: “A maioria das pessoas é burra…”

Informações, fatos ou estatísticas que sejam inacreditáveis, podem ser usadas no início do discurso

Essas dicas podem garantir um começo de discurso excelente (Foto: depositphotos)

Conte uma piada

Dependendo do estilo de evento, fazer uma piada pode ser um bom começo para um discurso. Porém, muito cuidado com o tom provocativo. Lembre-se sempre da velha máxima, se a piada não vai ter graça para alguém, abandone-a. E mais uma vez analise o tom do evento, para saber se cabe ou não o uso de uma frase mais leve e divertida.

Você também pode utilizar os recursos que o humor oferece para contar histórias mais engraçadas e longas, mas fique atento para não se prolongar demais, afinal é só o começo de um discurso.

Faça suspense

O suspense é algo que definitivamente prende bastante o espectador. Mantê-los curiosos sobre o que vem por aí é uma bela maneira de mantê-los cativos na sua fala, principalmente quando ela está só começando.

Exemplo: “Vou revelar um segredo para vocês…”

Revele uma estatística chocante

Os números muitas vezes falam por si só. Portanto, se você tiver de posse de algumas informações, fatos ou estatísticas que sejam inacreditáveis, use-os no início do seu discurso.

Na ânsia de surpreender, cuidado com a veracidade dos fatos. Só fale o que realmente está comprovado ou vem de fontes oficiais.

Exemplo: “95% dos jovens não respeitam os sinais de trânsito…”

Conte uma história

As histórias que contamos mexem com os espectadores, principalmente se elas dizem respeito à realidade da plateia. Se a história for real faça questão de avisar, assim como se ela for fictícia.

Seja detalhista na contação. Quanto mais rica for sua história, mais ela prenderá os seus ouvintes.

Como começar um discurso de formatura

Faça uso de especialistas

Para todos os assuntos, tem sempre alguém especialista. E é uma boa ideia você iniciar o seu discurso utilizando a fala de alguém gabaritado para tal.

Pesquise por autores e cientistas sérios que possam acrescentar conteúdo e fomentar o seu discurso logo em seguida. E vale ressaltar que jamais utilize uma citação de outra pessoa, como sendo sua, isso pode acabar com a sua reputação e com a sua fala.

Exemplo: “Albert Einstein disse: Deus existe…”

Explore as imagens

Uma imagem fala mais que mil palavras. E nada melhor do que uma fotografia ou ilustração para abrir um discurso impactante. Providencie os equipamentos adequados para fazer a sua apresentação e certifique-se dos direitos de imagens para poder exibi-las.

A melhor forma de se precaver é dar o crédito à imagem e aproveitar o impacto que ela terá sobre sua plateia.

Veja também: Descubra o quê e como fazer para melhorar a oratória

Questione o público

Nada melhor do que perguntar ao público alguma questão para perder a sua atenção. Escolha uma pergunta objetiva e questione a sua plateia sobre ela. Essa é uma forma envolvente de iniciar um discurso brilhante.

Se preferir, faça uma pergunta retórica. Ela também tem o poder de envolver as pessoas e fazer com que elas próprias se questionem.

Exemplo: “Vocês concordam que a cura gay existe? ”

Mostre seu conhecimento sobre o assunto

Muitas vezes passamos a prestar mais atenção em um discurso quando ele é proferido por alguém com autoridade para falar sobre ele.

Se você é especialista em um tema, assunto ou pesquisa que remete diretamente ao que será tratado na sua apresentação, utilize isso a seu favor. Fale seus títulos, seus anos de estudo e sua experiência profissional.

Exemplo: “Sou PhD em ciências sociais e coordenei durante 15 anos um grupo de discussão sobre gravidez na adolescência…”

Veja mais!