Publicado por Priscila Melo

Quantas vezes ao dia você para de fazer alguma coisa para olhar a hora ou pergunta a alguém que horas são? Mas você sabe dizer como o tempo é medido? Como foi que inventaram as divisões do tempo? Nem sempre tivemos o relógio, antigamente as formas de medir o tempo eram outras e com o passar do tempo foram evoluindo. O que acha de descobrir um pouco mais sobre isso agora?

Como medir o tempo?

Foto: Reprodução

Medir o tempo é algo tão comum em nosso dia a dia, que já se tornou um hábito ficarmos olhando com frequência a hora, seja em um relógio, pelo celular, computador ou qualquer outro meio que nos mostre o tempo com exatidão. Você já parou para imaginar se não existissem os dias, meses, horas e anos? Seria bem complicado, não é mesmo?

O que é o tempo?

Podemos dizer que o tempo é a duração dos acontecimentos e também o período em que as coisas acontecem. Nos dias de hoje podemos dividir o tempo em algumas classificações: século, década, ano, mês, dia, hora, minuto e segundo.

  • Século = 100 anos
  • Década = 10 anos
  • Ano = aproximadamente 365 dias
  • Mês = 30 ou 31 dias (com exceção de fevereiro)
  • Dia = 24 horas
  • Hora = 60 minutos
  • Minuto = 60 segundos

O surgimento

Antigamente não existia relógio e nem essas tecnologias mais atuais que temos para medir o tempo. O homem se baseava pela posição do sol para medir o tempo, no início ele se baseava de acordo com a sua própria sombra, em seguida percebeu que ao fincar uma vareta no chão, no sentido vertical, teria esse mesmo efeito. Foi a partir deste momento que surgiu o primeiro relógio, que é conhecido como Gnômon. Quando estava cedinho a sombra era bem longa, o meio dia esta sombra ficava em seu tamanho mínimo, e quando começava a anoitecer a sombra voltava a se alongar novamente. Após isso surgiram várias formas de medir o tempo, uma delas foi a ampulheta, que é um relógio de areia.

Os décimos, centésimos e milésimos de segundos

Quando medimos o tempo, geralmente falamos apenas até os segundos, mas existem ainda mais três classificações que são mais específicas, os décimos, centésimos e milésimos de segundos. Essas classificações, geralmente, são utilizadas em corridas, por causa das pequenas diferenças de tempo que existe entre os competidores.

Em uma corrida de Fórmula 1, por exemplo, os pilotos podem fazer uma volta em um segundo igual, porém se formos olhar os décimos, centésimos e milésimos de segundos, podemos descobrir qual dos pilotos foi mais rápido.

Veja mais!