Curiosidades,Geografia

Como se formam as estrelas?

Quando olhamos para o céu durante a noite, desde que não esteja nublado, podemos ver uma infinidade de pontos brilhantes no céu. Essas, recebem o nome de estrelas, que são o constituinte básico do universo. Apesar de serem imensamente belas e estarem lá todos os dias que olharmos, elas não existiram desde sempre.

Esses fantásticos pontinhos brilhantes começaram a se formar há muitos milhões de anos, mas o processo é contínuo: existem estrelas que nascem nos dias atuais. Elas também tem um tempo de vida, e com isso podemos dizer que as estrelas nascem, vivem e morrem, assim como as pessoas e os animais. O processo evolutivo de uma estrela, em contrapartida ao tempo de vida de animais, dura em torno de 10 milhões de anos.

Como nascem as estrelas?

Chamamos de nebulosa um grande conjunto de poeira e gás que está presente em grande quantidade no espaço. Elas recebem o nome de berçários de estrelas, justamente porque ali é que se formam as estrelas.

Como se formam as estrelas?

Foto: Pixabay

Trata-se da divisão e colapso de nuvens de gás e poeira da nebulosa sem motivo conhecido, que por meio da explosão forma as estrelas. A temperatura e a densidade dessa nuvem aumentam durante o colapso, e isso faz com que as partes internas se tornem mais quentes e forma, em seguida, um núcleo quente que estará rodeado de gás e poeira.

A estrela, nessa fase, no entanto, ainda não é visível e recebe o nome de proto-estrela. O material de gás e poeira vai se acumulando lentamente na região central, o que faz com que o material que rodeava a estrela comece a sumir, deixando a radiação que é emitida pelo núcleo escapar.

Depois de milhões de anos, a temperatura desse núcleo fica ainda mais alta, e com isso os átomos de hidrogênio começam a fundir, produzindo hélio. Nesse processo, a energia passa a ser liberada e depois o núcleo central passa a ser visível. Assim nasce a estrela.

Como foi descoberto

Esse processo somente pode ser descoberto com o aparecimento da radio-astronomia, além da astronomia de infravermelhos, essa mais recente. Ambas áreas tornaram possível o entendimento e o aprofundamento no estudo da formação de estrelas.

Curiosidades

O nascimento das estrelas está diretamente ligado à morte de outras. Isso porque as estrelas somente irão viver enquanto houver combustível para que se alimentem. Quando o combustível acaba, as estrelas passam a não conseguir suportar o peso das suas camadas e acabam colapsando. Isso faz com que aconteça um fenômeno conhecido como supernova, que não dá origem à outras estrelas, mas espalha a sua constituição em pedaços pelo espaço. Isso permite a formação de planetas, como por exemplo a Terra.