Publicado por Robson Merieverton

A Antártida é o mais meridional dos continentes. Sua superfície é formada por 14 milhões de quilômetros quadrados, sendo considerado um dos maiores continentes da Terra. Rodeia o polo Sul, e por esse motivo está quase completamente coberta por enormes geleiras.

Sua formação se deu pela separação do antigo supercontinente Gondwana há aproximadamente 100 milhões de anos e seu resfriamento aconteceu nos últimos 35 milhões de anos. Mais de 95% do território antártico está coberto de gelo. Em muitos pontos, a camada de gelo chega a dois quilômetros de espessura.

A temperatura média durante o verão é -10° C e durante o inverno pode chegar a -40° C. A Antártida não tem população permanente, devido as severas condições climáticas. No entanto, cerca de quatro mil pessoas ocupam o continente, de forma provisória, durante o verão.

conheca-10-curiosidades-sobre-a-antartida

Foto: Pixabay

Juridicamente, a Antártica está sujeita ao Tratado da Antártida, pelo qual as várias nações que reivindicavam territórios no continente (Argentina, Austrália, Chile, França, Noruega, Nova Zelândia e Reino Unido) concordam em suspender as suas reivindicações, abrindo o continente à exploração científica.

Mais curiosidades sobre a Antártida

1 – Dimensões

O continente antártico é considerado um dos maiores do mundo. Ele possui o tamanho de um Brasil e meio ou quase duas vezes o da Europa. No inverno, por causa do congelamento do mar, o continente muda de tamanho e fica uma vez e meia maior, quase do tamanho da África.

2 – Água

Aproximadamente 98% da Antártica está coberta por um manto de gelo que possui em média dois quilômetros de espessura. Essa cobertura de gelo tem um volume estimado em 25,4 milhões de quilômetros cúbicos, contendo 70% de toda a água doce do planeta. Se todo o gelo antártico derretesse, o nível dos oceanos subiria 60 metros.

3 – Cursos de água

A Antártica tem mais de 145 lagos que se encontram sob a superfície de gelo continental. O lago Vostok, descoberto abaixo da estação Vostok em 1996, é o maior deles. Acredita-se que o lago está selado pelo manto de gelo há 30 milhões de anos. Há também alguns rios no continente, o maior deles é o rio Onyx, com trinta quilômetros de extensão, que deságua no lago Vanda, a 75 metros de profundidade.

4 – Expedição

A primeira expedição a alcançar o centro do Polo Sul foi liderada pelo norueguês Roald Amundsen. Ele chegou até o destino no dia 14 de dezembro de 1911. Na época, Noruega e Inglaterra disputavam uma corrida para ver quem chegaria primeiro. A equipe britânica, comandada por Robert Falcon Scott, chegou ao Platô Polar no dia 18 de janeiro de 1912 e não sobreviveu à caminhada de volta.

5 – Temperatura

O continente antártico é considerado o mais frio do mundo. Em 21 de julho de 1983, na base Vostok, a temperatura baixou a incríveis 89,6 graus negativos. Um recorde mundial.

6 – Noite e dia

Outra curiosidade da Antártida é que, no verão, praticamente não há noites. O sol brilha 24 horas por dia. Já no inverno ocorre o contrário. Nas áreas próximas ao polo, o sol brilha por seis meses consecutivos. Mas, em compensação, escurece em maio e só volta a clarear em outubro.

7 – Precipitação

Apesar de ter muito gelo, é um dos lugares mais secos do planeta. No interior do continente, os índices de chuva são de apenas 140 milímetros por ano. A título de curiosidade, lá a precipitação é menor do que no deserto do Saara, que fica abaixo de 400 milímetros.

8 – Gelo

A camada de gelo chega a ter 4.700 metros de espessura, o que chega a ser equivalente a 12 morros do Pão de Açúcar, localizado no Rio de Janeiro. A Antártida lança ao mar cerca de quatro bilhões de toneladas de gelo por ano, em forma de icebergs.

9 – Bolhas de oxigênio

No meio do gelo há microbolhas de oxigênio que podem contar a história da humanidade. A 10 metros de profundidade, podem ser encontrados vestígios da bomba atômica de Hiroshima. Já a 300, o mesmo ar que Jesus Cristo respirou. É o último reduto de ar 100% puro do globo.

10 – Antártica tropical?

A partir da remoção de núcleos cilíndricos do continente antártico, cientistas descobriram que palmeiras e outra vegetação já prosperou na costa da Antártida. Níveis mais elevados de dióxido de carbono e oceanos mais quentes permitiram um clima tropical em um número estimado de 52 milhões anos atrás. No seu interior, a terra era caracterizada por florestas temperadas, com a vida das plantas, incluindo a árvore araucária que agora é nativa da Nova Zelândia. Os cientistas também encontraram evidências de outras espécies de plantas, a exemplo da macadâmia e baobás.

Veja mais!