Publicado por Ana Ligia

Principal acompanhante de um delicioso café da manhã, salva-vidas daquela reunião logo no começo do dia, ajudante dos estudantes que precisam virar a madrugada revisando matérias e ainda complemento quase que indispensável de divertidas tardes de conversas com os amigos, o café é uma verdadeira paixão mundial.

Seja com leite, puro, espesso, adoçado, com creme, canela, difícil é encontrar alguém que não morra de amores pelo café (ou pelo aroma dele). A segunda bebida mais consumida do mundo é tão querida que tem até uma data especial para comemorar seu dia: 24 de maio é conhecido como o dia do café.

Dia do café

Em 1980, o café ficava atrás apenas do petróleo no ranking de mercadorias mais negociadas no mundo por valor monetário.

24 de maio se comemora o dia do café no Brasil, já o dia internacional da bebida é comemorada no dia 14 de abril

O dia é comemorado por amantes da bebida e por quem trabalha na indústria do café (Foto: depositphotos)

Já em 2003, o café foi considerado como o sétimo produto agrícola mais importante e valorizado a ser exportado.

A comemoração foi incorporada no calendário de eventos brasileiros em 2005 por sugestão da Associação Brasileira da Indústria de Café (ABIC).

O dia é comemorado por amantes da bebida e por quem trabalha na indústria do café, seja cultivando, exportando, cooperando, vendendo, entre tantas outras formas. Já o dia internacional da mesma bebida é comemorada no dia 14 de abril.

Veja também: O que acontece no corpo após você tomar uma xícara de café

Benefícios do café

O Brasil é o maior produtor e exportador mundial do grão. O país é ainda o segundo maior consumidor de café, perdendo apelas para os Estados Unidos. Somente em 2015 foram 20 milhões de sacas industrializadas.

E o café não é apenas uma bebida deliciosa e com um cheiro ainda melhor; a bebida que é a queridinha dos brasileiros também traz muitos benefícios para à saúde.

Segundo dados da ABIC, cerca de 95% dos brasileiros acima dos 15 anos consomem pelo menos uma xícara de café todos os dias.

A bebida possui diversos minerais, vários tipos de vitaminas, substâncias antioxidantes e nutrientes.

Devido a presença de cafeína na bebida, ela muitas vezes serve como analgésico, ajuda a controlar alergias, aumenta o estado de alerta, reduz o risco de perca de memória, melhora o humor, reduz o estresse e ainda tem propriedades que ajudam na prevenção contra doenças como o câncer.

Veja tambémCiclo do café

A ingestão da bebida ainda pode ajudar a reduzir o risco de cirrose do fígado e insuficiência hepática, diminuir a ocorrência de hepatocelular (uma forma de câncer de fígado), reduzir de forma significativa a ocorrência de cálculos biliares na bexiga, prevenir prisão de ventre e facilitar os movimentos intestinais.

Cuidado com o excesso

Mas somente é possível conseguir usufruir dos benefícios do café quem o consome de forma moderada.

Quem consome café em grandes quantidades pode sofrer de problemas como ansiedade, agitação e insônia. Aquelas pessoas que normalmente já possuem esses sintomas, devem diminuir a ingestão da bebida.

Devido ao seu efeito vasoconstritor do café, a bebida aumenta a pressão sanguínea e pode causar arritmia.

A cafeína em excesso também pode dificultar a absorção de cálcio pelo intestino. Com o passar do tempo, a carência do nutriente pode resultar em sérios danos, como a osteoporose.

Principalmente quando tomando em jejum, o café pode ocasionar problemas gástricos, como gastrite e esofagite.

A bebida também pode causar dependência, por isso procure sempre ingerir o café de forma moderada. O mais indicado é o consumo de três a quatro xícaras de café por dia, o que equivale a a 400g ou 450g de cafeína.

Veja mais!