Publicado por Natália Petrin

Antes de falarmos sobre o tema proposto no título, precisamos falar sobre o que é e de onde veio a energia elétrica. Ela foi descoberta por Benjamin Franklin que, ao observar o céu em noites de tempestades no século 18, descobriu que os raios nada mais eram do que descargas elétricas que vinham das nuvens.

Mas foi somente no século seguinte que se passou a fazer mais descobertas em torno da energia: Thomas Edison inventou a lâmpada que ilumina nossas casas diariamente após o anoitecer. Mas vamos ao tema:

Você já parou para pensar que sem a energia elétrica muita coisa do seu dia seria diferente? Quando anoitece, logo acendemos a luz, e encaramos a noite como algo normal, mas não como os antigos que viam o pôr do sol como o sinal para ir dormir, e o nascer para acordar. Atualmente, a luz elétrica e as tecnologias que fazem uso dela ajudam a nos adaptar à escuridão. Mas de onde vem essa energia elétrica? Aqui no Brasil, essa energia é proveniente, basicamente, das hidrelétricas.

De onde vem a energia?

Foto: Pixabay

Hidrelétricas

A palavra hidrelétrica vem de hidro, que remete à água, e de elétrica, que remete à eletricidade. Essas construções fazem uso da água para produzir a eletricidade por meio de uma barragem de concreto que vai enchendo com as águas da chuva e dos rios onde as usinas estão instaladas. Ela corre para a usina por tubos gigantes, e passa por turbinas que começam a se movimentar e acionar o dínamo, que é uma máquina bem grande que gira e transforma a energia mecânica da água em energia elétrica.

Mas como a energia chega em minha casa?

Bem, a energia, depois de gerada nas hidrelétricas, percorre quilômetros e mais quilômetros por meio da rede de distribuição, passando pelos fios e pelos postes e chegando até a sua casa, e consequentemente até as tomadas que você vai usar para conectar o seu computador, celular, tablet, televisão e muitos outros aparelhos.

Veja mais!