Publicado por Débora Silva

Na Língua Portuguesa, nós podemos encontrar palavras e expressões que são muito parecidas, às vezes até idênticas, mas que são escritas juntas ou separadas e isso acaba nos confundindo, não é? Ficamos nos perguntando qual é o jeito certo de escrever! É muito importante saber diferenciar essas palavras e escrevê-las corretamente, pois um pequeno detalhe modifica completamente o seu significado.

Um desses casos são as expressões “demais” e “de mais”. Afinal de contas, qual é o jeito correto de escrever? Saiba que, na Língua Portuguesa, existem as duas expressões e ambas estão corretas, porém apresentam significados diferentes.

Vamos aprender a diferença entre as duas? Preste muita atenção nas descrições e nos exemplos a seguir.

Demais ou de mais? Qual a diferença?

Foto: Reprodução

Demais ou de mais?

Demais

A palavra “demais”, em uma só palavra, é um advérbio de intensidade. Acentua o valor de verbo, adjetivo ou advérbio e significa “muito”, muitíssimo”, “em demasia”, “extremamente”, “excessivamente”. Deve ser empregada para expressar uma ideia de exagero. Um macete para acertar ao escrever é trocar a palavra por “muito”.

Exemplos:

Estou cansada, acho que andei demais.

Eu gostei demais do livro “Harry Potter e a Pedra Filosofal.

A seleção brasileira jogou bem demais.

“Demais” também pode ser pronome indefinido, quase sempre precedido de artigo, significando “os outros”, “os restantes”, “os mais”. Confira o exemplo a seguir:

Exemplos: Vamos rápido, os demais irão depois.

Ouvi as solicitações dos demais e farei o possível para respondê-las.

De mais

“De mais”, escrito separado, é uma locução adverbial que expressa uma noção de quantidade, no caso, de maior quantidade, sendo o oposto da locução adverbial “de menos”. Também pode expressar anormalidade, estranheza. Tem função adjetiva e acompanha substantivos ou palavras substantivadas. Uma dica para acertar ao escrever é substituir a expressão por “a mais”.

Exemplos: Não vejo nada de mais nisso, fique tranquila!

Eles colocaram sal de mais na batata frita.

Atenção!

Podemos encontrar uma última ocorrência, um pouco diferente das demais: nós podemos usar a sequência de palavras “de” e “mais” apenas como uma preposição (“de”) seguida do pronome indefinido (“mais”), sem que formem uma unidade semântica. Observe:

Exemplos: Estou precisando de mais ajuda para terminar de atender os clientes.

Aquela loja está precisando de mais funcionários. 

Veja mais!