Publicado por Débora Silva

Os verbos exprimem ação, estado, fato ou fenômeno, sendo conhecidos como a classe de palavras mais rica em flexões da nossa querida Língua Portuguesa. Quanto à conjugação, os verbos dividem-se em regulares e irregulares. Neste artigo, conheceremos um pouco mais sobre os verbos defectivos, um dos tipos dos verbos irregulares.

O que são verbos defectivos?

Nem todos os verbos podem ser conjugados da mesma forma, isto é, de acordo com o que pedem os pronomes pessoais. Os chamados verbos defectivos encaixam-se nessa definição, pois são “defeituosos”, “incompletos”.

Os verbos defectivos são  aqueles que não possuem todas as formas verbais, não sendo, portanto, conjugados em todas as pessoas, tempos ou modos. Confira a seguir o exemplo do verbo “colorir” conjugado no presente do modo indicativo:

Os verbos defectivos são aqueles que não possuem todas as formas verbais

Os verbos defectivos não possuem conjugação em todas as pessoas (Foto: depositphotos)

Verbo “colorir” no Presente do Indicativo

EU –
TU –
ELE/ELA –
NÓS colorimos
VÓS coloristes
ELES/ELAS –

Sim, isso mesmo! O verbo “colorir” é um verbo defectivo e não apresenta todas as formas verbais, não podendo ser conjugado na primeira, segunda e terceira pessoa do singular, bem como na terceira no plural.

Veja também: Verbos anômalos, veja quem são eles

Por que essa variação acontece?

Mas, por que este fato ocorre? Você já parou para pensar no porquê da existência dos verbos defectivos? São várias as razões para a ocorrência dos verbos defectivos: um dos casos é o daqueles verbos que, se apresentassem a conjugação completa, se confundiriam com outros. Podemos citar os exemplos dos verbos “falar” e “falir”: ambos apresentariam o mesmo modo na 1ª pessoa do singular do presente do indicativo – “falo”. Dessa maneira, somente o verbo “falar” possui conjugação na 1ª pessoa do indicativo.

Outro motivo é a questão da eufonia, isto é, do som agradável. Já percebeu como “eu coloro” soa mal aos nossos ouvidos? Algumas formas verbais são rejeitadas justamente por provocarem sons desagradáveis, ou por não serem comumente utilizadas.

Veja também: O que são os verbos abundantes? Aprenda e veja exemplos

Exemplos de verbos defectivos

Verbos defectivos

Exemplos de verbos defectivos

A Língua Portuguesa apresenta vários verbos defectivos, dentre os quais estão os seguintes exemplos: abolir, adequar, doer, falir, reaver, banir, brandir, colorir, carpir, delir, demolir, delinquir, ruir, explodir, feder, bramir, extorquir, retorquir, esculpir, exaurir, ressarcir etc.

A maioria dos verbos listados acima é conjugada apenas na primeira e segunda pessoa do plural do modo indicativo, na segunda pessoa do modo imperativo e não possuem flexões no presente do subjuntivo.

Confira a seguir a conjugação do verbo “reaver” (irregular, 3ª conjugação, defectivo, conjugado no presente do modo indicativo):

EU –
TU –
ELE/ELA –
NÓS – reavemos
VÓS – reaveis
ELES/ELAS –

 

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas).

Veja mais!