Publicado por Débora Silva

As favelas são assentamentos urbanos informais densamente povoados, que se caracterizam por moradias precárias e miséria.

Também é comum nas favelas a carência de serviços básicos, como saneamento, abastecimento de água potável, eletricidade, policiamento e corpo de bombeiros, além da falta de infraestrutura em geral.

Você já deve ter ouvido falar da Rocinha, no Rio de Janeiro, que possui 250 mil habitantes. Mas você sabe qual é a maior favela do mundo?

Descubra qual é a maior favela do Planeta: Kibera, Quênia

Foto: depositphotos

Kibera, a maior favela do mundo

Kibera, nome de uma comunidade localizada em Nairóbi, capital do Quênia, é considerada a maior favela do mundo. A região chega a reunir 12 municípios e ali vive um quarto da população da capital do Quênia, totalizando mais de 2,5 milhões de pessoas.

Além da pobreza, sanitarismo e saúde ambiental precários, a comunidade que vive em Kibera ainda sofre com os elevados índices de HIV/AIDS pandêmica.

As favelas são um grande problema para a África: no continente, 61,7% dos habitantes vivem nessas condições.

A recordista mundial é Serra Leoa, um dos países mais pobres da África e do mundo, que possui 97% de sua população urbana vivendo em barracos.

A história de Kibera

A maior favela do mundo é o resultado de um assentamento que começou em 1912.

Naquele ano, o então governo colonial britânico instalou os soldados núbios (do Sudão) que tinham participado do “Kings African Rifles” em uma área que ficou conhecida como Kibera (floresta, no idioma núbio).

Em 1918, Kibera era um local arborizado de 4.000 hectares em que habitavam apenas 600 soldados núbios e suas famílias. No ano de 1928, o exército britânico transferiu a administração da região para o Conselho Municipal.

O crescimento populacional teve início na década de 1970, mesmo com as más condições de saúde do local.

Em 1965, existiam 6 mil habitantes em Kibera; em 1980, o número saltou para 62 mil; em 1992, para 248.360; e, em 1998, para 500 mil, o que representa uma taxa de crescimento de 17% ao ano.

Veja mais!