Publicado por Anna de Cássia

Todo ano, no dia 12 de outubro, aqui no Brasil nós comemoramos o dia da criança, não é? Geralmente é quando os pais costumam dar presentes aos seus filhos para celebrar a data. Também é comum que nas escolas haja comemorações para o dia da criança, com bolos, lanches coletivos e às vezes as crianças recebem pequenos presentes simbólicos.

Mas afinal, o que você sabe sobre o dia das crianças? Sabe quando foi que ele surgiu? E quem foi que criou? Por que escolheram o dia 12 de outubro? Descubra tudo isso aqui!

Dia das crianças

Foto: Reprodução

Como surgiu o dia das crianças?

Esta data comemorativa surgiu na década de 1960, quando a Estrela – fábrica de brinquedos – juntamente com a Johnson & Johnson – marca de perfumes e outros produtos similares para crianças – lançaram o mercado um novo brinquedo no dia 12 de outubro, chamado “Bebê robusto”. Então, acabaram escolhendo esta mesma data para ser um dia inteiramente dedicado às crianças brasileiras.

Dia das crianças pela ONU

A organização das Nações Unidas (ONU) também quis reservar um dia do ano para ser comemorado o dia da criança, mas diferente do Brasil, eles escolheram que esse dia seria em 20 de novembro, que foi a mesma data em que foi aprovada a Declaração dos Direitos da Criança, que é como o Estatuto da Criança e do Adolescente, uma série de leis que garantem a proteção das crianças.

Porém, apesar de o dia das crianças escolhido pela ONU seja em 20 de novembro, eles permitiram que cada país comemorasse esse dia de acordo com sua história e sua cultura. Por isso o dia das crianças do Brasil permaneceu sendo no dia 12 de outubro.

Sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)

Na constituição de 1988 foi lançado pelo governo brasileiro o Estatuto da Criança e do Adolescente, que é uma série de leis importantíssimas, que protegem os direitos das crianças. Por exemplo, ele diz que “toda criança tem direito à educação, à saúde e moradia”, portanto, quando alguém se recusa a deixar uma criança ir à escola, a um hospital quando estiver doente, ou que tenha uma casa para morar, essa pessoa estará indo contra a lei, cometendo um crime, e pode até ser presa.

Porém, mesmo assim, com todas essas leis que protegem os direitos de todas as crianças, nós sabemos que elas não são tão eficazes assim, pois existem milhões de crianças brasileiras que vivem nas ruas, dormem nas calçadas, pedem esmolas, não têm casa, comida, família ou escola. A lei do ECA já ajudou a mudar bastante a realidade das crianças, mas ainda há muito a ser mudado.

Veja mais!