Publicado por Nicoli Tomazella

Aqui no Brasil todo segundo domingo de maio é comemorado os Dais das Mães. Essa data tem um valor significativo para todo mundo, para os filhos, para os pais e principalmente para as mães. Pois é nessa data em que elas são homenageadas de diversas maneiras, seja em um trabalho da escola, ou numa canção dedicada à ela, sempre tem uma forma diferente de fazer ela se sentir especial e tão importante como ela é.

Dia das Mães

Foto: Reprodução

A história do Dia das Mães

Na Grécia Antiga já havia comemorações desse tipo. Os gregos costumavam prestar homenagens a deusa Reia, que era a mãe comum de todos os seres. Eles faziam ofertas de presentes e prestavam homenagens à deusa.

Em Roma

Em Roma eles faziam esse tipo de celebração também. A homenagem durava cerca de três dias. Para eles era a Cibele quem era a homenageada, a mãe dos deuses.

Quando o cristianismo começou a crescer a celebração ficou voltada para a homenagem a Virgem Maria, mãe de Jesus.

Na Inglaterra

No século XVII, na Inglaterra, era comemorado o “Domingo das Mães”. Eram realizadas missas onde os filhos entregavam presentes para suas mães. Os que trabalhavam longe de casa podiam tirar o dia de folga para passar com suas mães.

Nos Estados Unidos

Em 1904, Anna Jarvis, apresentou a ideia de criar uma data em homenagem às mães. Ela queria criar uma data em homenagem a sua mãe que havia sido um exemplo de mulher, sua mãe havia prestado serviços comunitários durante a Guerra Civil Americana. Seus pedidos e campanhas deram certos e a data foi oficializada, em 1914. Após essa iniciativa muitos países adotaram o dai das mães e incluíram essa data no calendário.

O comércio

Após a oficialização, todo mundo adotou a essa data, ganhando um grande caráter comercial. O sentimento acabou sendo esquecido ao decorrer dos anos e o foco passou a ser a compra de presentes. Anna Jarvis ficou desapontada com o acontecimento, pois a essência era o sentimento a solidariedade com as mães e o amor que seus filhos tinham por elas, e não dar presentes e fazê-las felizes por coisas materiais.

Então, em 1923 ela liderou uma campanha contra a comercialização desta data, porém a campanha não houve muito sucesso, e não conseguiu mudar muita coisa.

Um bom filho sabe como homenagear sua mãe, não é um presente material, o presente mais caro, mais lindo que encontrar na loja que vai agradar sua mãe, mas sim a demonstração de carinho, de amor e acima de tudo de respeito por ela. Uma mãe se sente abençoada por ter seus filhos e os ama acima de qualquer situação, por isso uma data tão importante deve ser comemorada da forma mais sincera.

Veja mais!