Publicado por Nayla Georgia

O Brasil passa por um momento delicado. Diariamente somos bombardeados com notícias de corrupção na política do país, que usa de recursos públicos para o seu próprio benefício. Diante disso o brasileiro se encontra muito revoltado com tantas fraldes, injustiças e impunidades que vêm dos governantes que elegemos. No espírito de justiceiros, centenas de milhares de filhos da terra tupiniquim estarrecidos com os acontecimentos postos em evidência pelas mídias têm ido às ruas protestar pelo fim da corrupção.

Mas qual o significado de corrupção?

Do latim “corruptus”, corrupção está ligada ao verbo “corromper”, que significa “adulterar”, “apodrecer”, “perverter”. É um crime definido pela utilização de poder ou autoridade para obter vantagens e fazer uso de recursos públicos para seu próprio benefício, seja por meio de benefícios à família ou amigos. É a transação entre quem corrompe e quem se deixa corromper. Uma pessoa corrupta é aquela que usa fundos públicos para uso privado. As práticas consideradas como corruptas mais comuns na política são:

  • Desvio de recursos destinados a obras públicas;
  • Empregar pessoas da família que não tem competência oficial para desempenhar funções em cargos públicos;
  • Favorecer pessoas prejudicando direta ou indiretamente outras;
  • Solicitar e aceitar recursos para obter serviços públicos;
  • Desvio de verbas destinadas à população, etc.
Mão segurando notas de dinheiro

Foto: Depositphotos

Há corrupção em todo lugar

Embora esteja presente em maior evidencia em países de terceiro mundo e não democráticos, a corrupção pode ser encontrada no menor gesto humano. Não existe um país livre de corrupção e, ainda que haja menos nos países de primeiro mundo, ela está ali para beneficiar minorias ricas e prejudicar muito as maiorias mais pobres.

O Brasil, por exemplo, enfrentou (e enfrenta) casos muito graves de fraldes, roubos e falcatruas absurdas feitas por governantes federais, estatais e municipais. O escândalo das “sanguessugas” e o conhecidíssimo “mensalão” são exemplos de grandes casos de corrupção noticiados no país. Atualmente, com a operação “Lava Jato” muitos outros casos estão sendo descobertos, deixando a população cada vez mais descrente na integridade daquelas pessoas que escolheram para governar.

Corrupção não é só na política

Atos cotidianos podem ser considerados exemplos de corrupção também. Aquele velho “jeitinho brasileiro” seria um eufemismo para práticas corruptas que precisam ser erradicadas. Como exemplos temos: dar e aceitar troco errado, furar fila, adquirir produtos pirateados, falsificar assinaturas, pegar o sinal da TV a cabo do vizinho, não emitir nota fiscal, falsificar carteira de estudante, etc.

Veja mais!