Publicado por Katharyne Bezerra

A febre chikungunya, mais conhecida no Brasil como chicungunha, é considerada um arbovírus isso porque sua transmissão se dá através de artrópodes. No caso desta doença, o vírus é transmitido pelos mosquitos aedes albopictus e Aedes aegypti, este último também transmite a dengue e a febre zika. Essa virose não escolhe seus alvos e por isso pode atingir mulheres, homens, crianças ou idosos. Porém, acaba sendo mais severa nesses dois últimos casos.

Formas de contágio

Como já foi dito anteriormente, a chicungunha é transmitida através dos mosquitos Aedes aegypti e aedes albopictus, neste último caso mais raramente. A fêmea desses insetos se alimentam de sangue para assim conseguirem colocar os ovos, esses, por sua vez, são depositados em ambientes úmidos porém quentes. É importante lembrar que a doença não é transmitida de uma pessoa para outra. É preciso ter o contato com a fêmea dos mosquitos para ter o vírus.

Febre chikungunya: uma vilã transmitida pelo Aedes aegypti

Foto: Reprodução/ internet

Sintomas da doença

Muitas pessoas confundem chikunguya com dengue, por isso que a ida no médico é a opção mais acertada a se fazer. Apesar de terem sintomas semelhantes, a dengue é uma doença mais grave pois pode haver complicações mais sérias e tem u índice de mortalidade maior. Mesmo assim, a chicungunha deve ser tratada com a mesma atenção, tendo em vista que sem o tratamento correto o paciente pode ir à óbito. Entre os principais sintomas estão:

– Febre alta;
– Dores nas articulações;
– Dificuldades de locomoção;
– Náuseas e vômitos;
– Dores de cabeça;
– Dores nas costas;
– Manchas na pele;
– Fadiga.

Após a picada, o corpo leva alguns dias para apresentar os primeiros sintomas. Como não possui fase hemorrágica, ao contrário da dengue, essa virose é mais simples. Porém, é necessário que o paciente procure um médio o mais rápido possível para que a doença seja tratada da melhor forma. As complicações são maiores em idosos, crianças e mulheres grávidas. Por essa razão, os cuidados devem ser redobrados nessas situações.

Tratamento para a chikunguya

Para cuidar de um paciente que está com essa doença é preciso medicá-lo com remédios capazes de amenizar os sintomas sentidos por ele. Assim, se faz necessário a intervenção médica para guiar quais são os tratamentos mais eficazes para cada caso.

Porém, a melhor forma de acabar com a chikunguya continua sendo a prevenção. Como os mosquitos colocam seus ovos em água parada, o ideal é eliminar esses focos. Tampe corretamente as caixas d’água e todos os outros recipientes semelhantes; não deixe água parada nos vasos de planta, pneus, garrafas etc; limpar as calhas e outras formas de evitar o desenvolvimento dos transmissores.

Veja mais!