Publicado por Robson Merieverton

Você já parou para pensar como se dá o processo de produção de cervejas, vinhos e queijo? Em comum, todos esses produtos são produzidos a partir da fermentação. Para que fique mais fácil de entender, a fermentação é um processo de obtenção de energia que ocorre sem a participação do oxigênio, ou seja anaeróbio.

Para que a fermentação seja possível, em todo o processo, se dá uma série de reações enzimaticamente controladas. Nelas, as moléculas orgânicas são degradadas em compostos mais simples, o que ocasiona na liberação de energia. No processo, a glicose desempenha papel importante, sendo a substância mais empregada pelos micro-organismos.

Sobre o processo de fermentação

O processo da fermentação recebe a participação da glicose, sendo semelhante a própria respiração. Porém, a glicose desmonta de forma parcial, produzindo resíduos de tamanho molecular maior, se comparados aos produzidos na respiração. A glicose é desdobrada em duas moléculas de piruvato.

Como funciona o processo de fermentação. Aprenda

Foto: depositphotos

Depois dessa primeira fase, o hidrogênio combina-se com moléculas transportadoras de hidrogênio (NAD), formando NADH + H+, ou seja NADH2. Nesse ponto o composto se transforma em ácido láctico, sendo eliminado pela célula. Em alguns casos, eles podem se transformar em álcool e CO2, dependo do organismo onde ocorra a reação.

Tipos de fermentação

A partir das características e reações apresentadas anteriormente, a fermentação pode ocorrer de três formas: fermentação lática, fermentação alcoólica e fermentação acética. A partir de agora, veja a característica de cada uma delas e quais os produtos que podem ser produzidos por parte delas.

Fermentação lática – o piruvato é convertido em ácido láctico, dando origem as bactérias conhecidas como lactobacilos. Através desse processo são produzidos os iogurtes.

Fermentação alcoólica – nesse caso, o ácido láctico é convertido em etanol, liberando CO2. Esse processo dá origem ao pão, bolo, massas e a cerveja.

Fermentação acética – nesse tipo de fermentação, o piruvato é convertido em ácido láctico e outros ácidos e álcoois. O processo é realizado pelas aceto bactérias e origina o vinagre.

Ainda sobre o processo de fermentação

Na realização de atividades físicas, dependendo da intensidade, eventuais dores musculares podem acometer as pessoas. Esse incômodo recebe o nome de fadiga. Ela ocorre porque as células musculares não recebem oxigênio suficiente para realizar o processo de respiração celular.

Sendo assim, as moléculas de glicose passam a ser quebradas, em um processo anaeróbio. Essa condição faz com que as células produzam ácido láctico. Essa substância, em acúmulo, faz com que as pessoas sintam dor, sobretudo em algumas regiões específicas. 

Veja mais!