Publicado por Katharyne Bezerra

Você já se perguntou quem foi Fernando de Noronha? Assim como em outros lugares do Brasil, a ilha localizada no estado de Pernambuco recebeu esse nome como forma de homenagear um português. Mas, você sabe quem foi e o que ele representou para a história do Brasil?

Caso você não saiba nenhuma dessas respostas, mantenha a calma que nós vamos lhe atualizar. Conhecido em Portugal como Fernão de Loronha, esse europeu foi um dos primeiros financiadores de expedições ao Brasil. Já nas Terras Canarinhas, o Fernão se transformou em Fernando e o Loronha recebeu o “N” no lugar do “L”.

Com o objetivo de ajudar você a tirar todas as suas dúvidas, o Estudo Kids preparou esse artigo. ‘Fernando de Noronha: Quem foi e o que representou?’ é um conteúdo feito especialmente para você que quer conhecer um pouco mais sobre a história de Pernambuco.

Além disso, é possível conferir outras informações a respeito desse arquipélago. Por exemplo, conhecer a história de Fernando de Noronha e suas características. Assim como também descobrir onde ele se localiza e até mesmo suas formações rochosas.

Quem foi Fernando de Noronha?

Como já dito anteriormente, Fernando de Noronha foi uma adaptação brasileira ao verdadeiro nome do português Fernão de Loronha. Esse europeu era considerado um cristão novo, pois tinha descendência judaica mas morava em Portugal com a família, onde o cristianismo era predominante.

Fernão de Loronha fazia parte da nobreza europeia do século 16

Fernão de Loronha financiou as expedições ao Brasil (Foto: depositphotos)

Além disso, o europeu fazia parte da nobreza do século 16 e era considerado pelos historiadores como um fidalgo. Já a origem da riqueza de Fernão era do comércio. E foi exatamente com essa fortuna que ele investiu nas expedições ao Brasil. 

De acordo com o historiador Gilberto Cotrim, as principais expedições marítimas portuguesas enviadas ao Brasil ocorreram entre 1500 a 1530. No livro “História Global” da editora Saraiva, o especialista denomina esse período como pré-colonizador.

Para essas expedições, a Coroa Portuguesa estabeleceu alguns contratos com comerciantes europeus. Entre esses acordos, o governo português também estabeleceu vínculo com Fernão, que estava interessado na exploração do pau-brasil.

Assim, em 1503 o rico comerciante financiou uma das primeiras expedições de reconhecimento do território brasileiro. Segundo o próprio site do Arquipélago Fernando de Noronha, as terras foram descobertas por Américo Vespúcio, integrante da Expedição Exploratória comandada por Gonçalo Coelho nesse mesmo ano.

Por ter financiado a viagem, Fernão de Loronha recebeu as terras como doação da Coroa Portuguesa em 1504. Dessa forma, a ilha é considerada a primeira Capitania Hereditária Brasileira. Primeiramente chamada de São Lourenço e logo depois de Fernando de Noronha.

Contudo, apesar de pertencer à família de Loronha, o donatário nunca ocupou suas terras. Deixando assim a região completamente abandonada. Infelizmente, essa situação perdurou por mais de dois séculos.

Veja também: Fernando de Noronha: Onde fica essa ilha?

Fernando de Noronha história

De acordo com o site do arquipélago, o reconhecimento de Fernando de Noronha é tão antigo quanto o do próprio continente. Isso porque, as terras foram registradas em 1500 pelo cartógrafo espanhol Juan de La Cosa. Já em 1502, o português Alberto Cantino demarcava a região com o nome de Quaresma.

Porém, após a chegada da expedição comandada por Gonçalo Coelho, em 1503, o arquipélago passou a ser chamado de São Lourenço. “‘O paraíso é aqui’, disse Vespúcio quando abordou aquela ilha deserta em 10 de agosto de 1503, logo após o naufrágio da principal nau das seis que compunham a expedição”, relembra o site.

Depois de descobertas, as terras foram doadas para Fernão de Noronha, que nunca pisou no local. Com isso, todo o arquipélago foi abandonado por dois séculos e durante esse período embarcações estrangeiras invadiram a região.

Aproveitando o abandono e a localização, uma vez que a ilha estava situada na rota das grandes navegações, povos de outros países passaram a se instalar na região temporariamente. No século 17 foi a vez dos holandeses. Já no século 18, foi ocupada por franceses.

Para evitar o risco de mais invasões, Portugal construiu o sistema defensivo com dez fortificações. Com o auxílio da Capitania de Pernambuco, a região do arquipélago de Fernando de Noronha transformou-se em presídio, para onde eram levados os presos que pagavam longas penas.

Com o passar do tempo, a área foi administrada por diferentes órgãos. “De 1942 a 1988, a ilha foi administrada por militares: Exército, até 1981; Aeronáutica, até 1986; e EMFA, até 1987”, indica o portal do arquipélago.

Já em 1988 foi reintegrado ao Estado de Pernambuco e é considerado um Distrito Estadual. Atualmente, Fernando de Noronha é considerado Sítio do Patrimônio Mundial Natural, pela UNESCO.

Veja tambémFases da colonização no Brasil

Tudo sobre Fernando de Noronha

Depois de conhecer a história desse importante arquipélago do Brasil, é importante entender um pouco mais sobre outros aspectos dessa localidade. Para quem está interessado, fique atento aos seguintes tópicos: onde está localizado a ilha, qual tipo de rocha forma o arquipélago e qual a parte central de Fernando de Noronha.

A ilha de Fernando de Noronha é formada por rochas vulcânicas e subvulcânicas

Fernando de Noronha faz parte do estado de Pernambuco (Foto: depositphotos)

Onde se localiza a ilha?

Fernando de Noronha faz parte do estado de Pernambuco. Por isso, para chegar até o local é necessário embarcar de avião do aeroporto do Recife. Contudo, também é possível ir para essa ilha pelo aeroporto de Natal, capital do Rio Grande do Norte.

Qual tipo de rocha forma a maior parte do arquipélago?

A ilha é formada por rochas vulcânicas e subvulcânicas. Além de Fernando de Noronha, o arquipélago é formado por mais 18 pequenas ilhas. Porém, apenas essa é habitada, por pouco menos de 3.000 habitantes.

Centro da ilha

Ao contrário do que as pessoas pensam, Fernando de Noronha não possui uma capital. Por ser um Distrito Estadual de Pernambuco, possui apenas um centro que é chamado Vila dos Remédios, onde fica o núcleo urbano da região.

Fernão de Noronha e sua relação com o arquipélago

Agora você já sabe responder se alguém perguntar quem foi Fernando de Noronha. Trata-se de um rico comerciante português, que financiou as primeiras expedições ao Brasil. Entre essas viagens a que resultou na descoberta da ilha que recebeu seu nome como homenagem.

No entanto, vale ressaltar que seu verdadeiro nome era Fernão de Loronha. Por isso, sofreu pequenas alterações no português brasileiro. Além disso, você também sabe que apesar de ter financiado uma descoberta, o europeu em questão nunca veio tomar as terras que lhe foram doadas.

Veja também: O que é uma ilha?

Inclusive, não sabe o que perdeu, uma vez que trata-se de um dos lugares mais bonitos do Brasil e do mundo. Fato este comprovado pelos milhares de turistas que passam pela ilha todos os anos.

Veja mais!