Publicado por Nayla Georgia

Não é todo dia que estudos internacionais indicam que o Brasil retém a melhor tecnologia em algo, especialmente no que se refere à saúde. Porém o livro americano “The Drinking Water Book” fez questão de ressaltar que os famosos e clássicos filtros de barro que fizeram parte da história e ainda estão em uso, especialmente em casas interioranas mais humildes, são os melhores meios de filtrar a água que bebemos.

No livro, a fervura da água é o meio mais eficaz de purifica-la para o consumo e a filtragem no filtro de barro e câmara de cerâmica é completa. Esses filtros clássicos atuam na retenção do ferro, alumínio, cloro, 95% do chumbo e até pesticidas que são encontrados na água. Para além, o filtro “da vovó” retém 99% dos perigosos parasitas Cryptosporidium parvum e C.hominis causadores da doença criptosporidíase – que tem sintomas de febre, náuseas, dores no abdome, diarreia, perda de peso e pode ser causa da anorexia.

Como se dá a eficácia do filtro de barro?

Filtro de barro feito no Brasil é considerado o melhor do Planeta

Foto: Depositphotos

O estudo americano concluiu que o filtro de barro é realmente excelente por causa do seu sistema de filtragem, que é bastante lento comparado aos filtros de forte pressão (mais comuns pela ideia de usarem a força da gravidade para filtragens rápidas). Como ele filtra a água gota a gota de um recipiente a outro, a vela cerâmica que faz a filtragem tem mais tempo para fazer seu trabalho e recolher os sedimentos, elementos químicos e micro-organismos.

Quer um?

Se interessou em ter um filtro de barro “retrô” em casa, não é? Mas cuidado para não se precipitar na compra! O estudo no livro fez questão de mencionar que é importante comprar o produto original, clássico mesmo. Algumas marcas oferecem o filtro de barro com tecnologias mais avançadas que não se mostram eficientes na filtragem e permitem que elementos danosos ultrapassem no processo.

Veja mais!