Publicado por Natália Petrin

Comemorado no dia 22 de agosto, o Folclore é como chamamos a tradição cultural de um determinado povo. Essa tradição transmite costumes, lendas, crenças e festas populares para as gerações futuras. De origem inglesa, a palavra folclore significa folk, que é povo e clore, que remete à conhecimento.

Chamamos de folclore tudo aquilo que é fantasia de um determinado povo, envolvendo cada uma das coisas citadas acima. Essas manifestações populares podem surgir na forma de festas, alimentos, remédios, crenças, danças, provérbios, adivinhações, brincadeiras infantis, artigos de artesanato, entre outras coisas.

O folclore e seus elementos são transmitidos de pai para filho sem se perderem com o passar do tempo, mas sempre variando a cada grupo social, região ou até mesmo de etnia.

Dia do folclore

Foto: Reprodução

O início

William John Thoms foi o responsável pelo surgimento da data, pois fez estudos sobre as tradições e lendas de seu país. Ele, no entanto, usou um pseudônimo para apresentar esse projeto que foi publicado em uma revista no dia 22 de agosto de 1946 – data que deu origem ao Dia do Folclore.

A data, no entanto, somente foi oficializada no ano de 1965. Isso valorizou as histórias populares brasileiras, dando a esta cultura popular maior importância.

O folclore no Brasil

O Brasil é formado por diversos povos diferentes como os índios, os negros e os brancos que colonizaram o país. Com isso, houve uma grande mistura cultural que acabou formando a identidade que abraçamos hoje em dia.

Em nossa cultura, entre os mais conhecidos folclores, encontramos o Curupira – aquele com os pés voltados para trás e cabelos vermelhos, responsável por proteger a natureza daqueles que tentam destruí-la –, o saci-pererê – que só tem uma perna e anda saltitando com seu gorro vermelho, só apronta com todos, esconde os objetos e assusta pessoas que tentam destruir as florestas-. O Boto, por sua vez, é uma espécie de peixe que, segundo as lendas, transforma-se em homem para encantar as moças e leva-las para o fundo dos rios Amazonas para morar com ele. Por último, podemos citar também a mula sem cabeça: ela era uma moça que fez muito mal para si mesma, o que fez com que, por castigo, ficasse soltando fogo pelo pescoço.

Características

O folclore possui características muito peculiares que variam de região, envolvendo simpatias, crenças e danças. Por exemplo, uma das simpatias mais populares é a de que quando você recebe uma visita indesejada e ela não vai embora de sua casa, basta colocar uma vassoura atrás da porta para que ela logo decida ir embora.

Veja mais!