Publicado por Priscila Melo

O ser humano é muito comunicativo, sempre estamos interagindo com outras pessoas, seja falando pessoalmente, seja pela internet, pelo telefone, ao fazer uma leitura ou mesmo ver um comercial. Há vários objetivos e características mais específicas na linguagem, isso varia de acordo com a intenção do locutor, por isso as funções da linguagem foram divididas em seis. Veja um pouco mais sobre elas e principalmente sobre a função fática agora.

Função fática

Foto: Reprodução

As funções da linguagem

Para facilitar a compreensão e o estudo da língua, a linguagem é dividida em seis funções, são elas: a função referencial, função conativa, função fática, função emotiva, função poética e função metalinguística.

Nos textos cada uma dessas funções tem maior predominância, e de acordo com as características de cada um deles é que sabemos qual função da linguagem é a que prevalece. A função referencial é marcada por textos informativos como o jornal, a função conativa por textos apelativos e persuasivos como propagandas, a função fática por textos curtos para confirmar a interação, a função emotiva por textos subjetivos como narrações românticas, a função poética por textos literários e a função metalinguística por textos que explicam a própria língua como o dicionário.

Definição

A função fática é aquela que possui o objetivo de estabelecer uma relação com o emissor, é um tipo de contato para verificar se a mensagem está sendo transmitida ou para prolongar a conversa. Quando estamos em uma conversa, por exemplo, e dizemos ao receptor (pessoa com quem se fala) “Você está entendendo?”, estamos utilizando a função fática, pois estamos verificando se a mensagem está sendo transmitida.

Principais características da função fática

A principal característica da função fática é testar o canal, ou seja, conferir o funcionamento adequado do canal de comunicação. Fazemos esse tipo de teste diariamente, várias vezes ao dia.

Essa função se dá através de pequenas perguntas para ver se a pessoa que está recebendo a mensagem está prestando atenção ou compreendendo bem o que o locutor está falando.

Exemplos

Quando atendemos uma ligação e dizemos: “Alô” ou “Oi” ou em uma conversa quando paramos de falar e perguntamos, por exemplo, “Você está me entendendo?”. Quando usamos expressões para ter certeza de que o interlocutor, que está do outro lado da linha está ouvindo e compreendendo a mensagem corretamente.

Veja mais!