Publicado por Priscila Melo

Uma das classes gramaticais que mais muda é a dos verbos, não é mesmo? Ele pode variar de acordo com sua conjugação, tempo e modo verbal. São pequenos detalhes que temos que ficar atentos, pois é comum acontecer erros nas conjugações. Conheça um pouco mais sobre os modos verbais, em especial o futuro do subjuntivo.

Os modos verbais

Os modos verbais dividem-se em três: o modo indicativo, o modo subjuntivo e o modo imperativo. Eles são responsáveis por deixar claro no verbo a intenção que temos ao falar.

O modo indicativo é usado quando se quer indicar uma certeza, um fato. O modo subjuntivo é empregado quando a intenção é expressar uma possibilidade ou suposição. E o modo imperativo é usado quando se tem a intenção de expressar uma ordem ou sugestão.

Futuro do subjuntivo

Foto: Reprodução

O modo subjuntivo

O modo subjuntivo geralmente causa muitas dúvidas quando estamos estudando, e é comum que as pessoas, ao falarem, confundam-se em algumas conjugações com o modo indicativo.

Da mesma forma que no modo indicativo, o modo subjuntivo se caracteriza por um conceito semântico: é considerado o modo verbal que, ao invés de expressar uma certeza, irá expressar uma ideia de dúvida, uma ação que não é real, uma hipótese. Veja os exemplos:

Se tudo der certo, terminarei a mudança esse fim de semana.

Talvez eu compre aquela mochila que vi.

Os tempos verbais

Os tempos que temos no modo subjuntivo são: presente, pretérito perfeito, pretérito imperfeito, pretérito mais que perfeito e futuro. Entre esses tempos, podemos destacar o presente, o pretérito imperfeito e o futuro, pois esses apresentam algumas formas fixas de construção.

Abaixo segue em exemplo a conjugação do verbo falar.

Tempo presente – que indica uma possibilidade, um fato incerto no presente.

Que eu fale
Que tu fales
Que ele fale
Que nós falemos
Que vós faleis
Que eles falem

Pretérito imperfeito – que indica a possibilidade de um fato ter acontecido ou não.

Que eu falasse
Que tu falasses
Que ele falasse
Que nós falássemos
Que vós falásseis
Que eles falassem

Futuro – que indica a possibilidade de um fato vir a acontecer.

Quando eu falar
Quando tu falares
Quando ele falar
Quando nós falarmos
Quando vós falardes
Quando eles falarem

Conjugando os verbos no futuro do subjuntivo

Alguns verbos, quando são flexionados no futuro do subjuntivo, ficam muito parecidos com os verbos flexionados no infinitivo pessoal, por isso é preciso ter muita atenção. Veja alguns exemplos de erros que geralmente acontecem:

Se eles manterem a palavra, não teremos problemas. (errado)

Se eles mantiverem a palavra, não teremos problemas. (certo)

Para formar o futuro do subjuntivo basta retirar a desinência –ste da segunda pessoa do singular do pretérito perfeito, acrescentar a desinência temporal –r mais a desinência de número e pessoa correspondente. Ou seja, o tema + -r, -res, -rmos, -rdes, -rem (1ª, 2ª e 3ª conjugação).

Veja mais!