Publicado por Priscila Melo

A Guerra da Cisplatina foi um conflito armado que aconteceu entre os anos de 1825 e 1928. Este conflito aconteceu entre o Brasil (Império do Brasil) e a Argentina (Províncias Unidas do Rio da Prata) pela posse da Província da Cisplatina, que atualmente é o Uruguai. Conheça agora um pouco mais sobre esse conflito e quais foram as suas consequências.

Guerra da Cisplatina

Foto: Reprodução

Contexto histórico

Portugal foi quem fundou a Colônia do Sacramento (que foi o primeiro nome dado à Cisplatina), isso aconteceu em 1860. Mas no ano de 1777, esse território passou a pertencer à Espanha, e consequentemente foi colonizado aos moldes espanhóis.

Essa região era motivo de muitas disputas entre Portugal e Espanha, mas de 1777 até 1816 ela fez parte do território espanhol. Quando a cora portuguesa se transferiu para o Brasil, em 1816, Dom João VI tomou a região novamente. Ele mandou tropas a Montevidéu e invadiu o território, denominando-o de Província Cisplatina.

Mas a população não era a favor dessa anexação, pois a maior parte dela era espanhola e se identificavam mais com a região da América do Sul de fala espanhola, isso gerou o início do movimento da independência.

As causas

Entre as principais causas dessa guerra temos: a oposição dos habitantes, principalmente daqueles que faziam parte da elite de origem espanhola da Cisplatina e o não reconhecimento da Independência do Brasil.

A guerra

Foi no ano de 1825, com o apoio da Argentina, que os líderes da revolta, Juan Antonio Lavalleja e Fructuoso Rivera deram início ao movimento pela emancipação da Cisplatina. Com isso, os líderes militares da Cisplatina declararam a independência da região do controle brasileiro.

Dom Pedro I, que era o imperador do Brasil, por não estar de acordo, declarou guerra contra o movimento de emancipação. Essa guerra durou 3 anos, o que fez com que o império do Brasil tivesse muitos gastos financeiros além de perder muitos soldados.

Ao final do terceiro ano o império brasileiro já não possuía mais recursos para levar o conflito adiante, eles tinham dificuldade em formar uma força militar que fosse capaz de vencer os revoltosos e não tinham mais dinheiro para investir em armamentos. Devido a isso, no ano de 1828, o império reconheceu a independência do Uruguai, dando origem ao Estado Oriental do Uruguai.

As consequências

Com a pressão da Inglaterra e França para que houvesse um acordo de paz, em dezembro de 1828 a guerra teve seu fim. Consequentemente o Brasil estava em crise política, e a perda da província fez com que a insatisfação da população brasileira aumentasse, Dom Pedro I acabou renunciando em 1831, o Brasil teve muitos prejuízos financeiros que prejudicaram bastante a economia, aumentando ainda mais a sua dívida.

Veja mais!