Publicado por Lia Vieira

O termo habitat vem do latim e significa “ele habita”. É usado para denominar, em ecologia, o espaço físico em conjunto com os fatores abióticos que condicionam um ecossistema.

Esse é o fator determinante da distribuição das populações de uma determinada comunidade. Podemos falar, de forma mais simplificada, que o habitat nada mais é do que a casa ou o endereço de uma determinada espécie. Por exemplo, os peixes vivem embaixo da água e, por isso, seu habitat é aquático.

Habitat

Foto: Reprodução

As características

Os habitats são compostos por condições climáticas, físicas e alimentares que tornam um determinado local ideal para a sobrevivência de uma espécie. Como exemplo, para entender melhor, citamos o mangue: neste local, alguns tipos de caranguejos encontram proteção contra predadores, alimentos e oxigenação para sua sobrevivência.

Tipos de habitat

Os habitats podem, atualmente, ser divididos em dois tipos: os naturais e os artificiais. Os naturais são aqueles que foram criados pela natureza sem nenhuma interferência do homem, enquanto os habitats artificiais são aqueles que o homem construiu. Este último é construído com o intuito de fazer com que os seres vivos sintam-se em casa de forma a reproduzir-se e desenvolver-se naturalmente, sem problemas de impactos. Como exemplo, podemos citar os zoológicos e os aquários.

Conceitos que estão relacionados

Alguns conceitos estão relacionados com o dos habitats que vimos acima:

  • Biótipo é uma parcela ecológica pequena que pode ser discernida geograficamente.
  • Bioma é o conjunto formado pela fauna e pela flora de um determinado habitat que ocupa uma região geográfica e topográfica determinada.
  • Micro-habitat é como chamamos a vizinhança imediata do local onde uma determinada espécie de seres vivos vive.
  • Nicho ecológico é a forma de vida de uma determinada população ou espécie dentro de um ecossistema.

Os impactos da destruição dos habitats

Para explicar de forma bem clara este tópico, vamos usar um exemplo. O dragão-de-komodo é um lagarto considerado o maior do mundo. Sua espécie somente pode ser encontrada em três ilhas do Pacífico chamadas Rinca, Flores e Komodo, e em mais nenhum lugar do mundo todo. Essas três ilhas, portanto, formam o seu habitat natural.

Agora vamos imaginar a seguinte situação: as construções do homem e o lixo produzido tomam conta das ilhas, destruindo a imagem do ambiente em que ele vivia. Ele não encontrará mais locais para se abrigar e nem mesmo comida, pois sua casa foi destruída para dar lugar a ocupação do homem. A sobrevivência da espécie, neste caso, acaba ameaçada. Com este processo, muitas espécies já entraram em extinção. O principal motivo dessa destruição é o desmatamento para a construção de casas, ampliação de pastagens e lavouras, criação de estradas, entre outras coisas que suprem as necessidades do homem.

Veja mais!