Publicado por André Luiz Melo

Certamente você já deve ter ouvido falar em umidade do ar, nas geleiras, nos rios e nos mares. Pois bem. Tudo isso faz parte do que chamamos de hidrosfera (hidro que, do grego, quer dizer água). Está é classificada como uma porção da esfera do globo terrestre a qual é composta por água nos estados sólido, líquido e gasoso.

Não é de hoje que a água é considera um bem para toda a humanidade. Tanto é que mais de 70% da superfície do Planeta é composta por esse líquido. Além de necessária para o consumo direto do ser humano e animais, água também possui outras finalidades essências.

Consumo e utilização

Entre essas utilidades, destaque para o fornecimento de alimentos e de recursos naturais, a exemplo de peixes, esses localizados em mares, lagos e rios. Vale a inda ressaltar a utilização da água na Terra para o fornecimento de energia (usinas hidrelétricas) e também como canal para meios de transporte (hidrovias).

Mesmo existindo em fartura na Terra, o elemento água (H2O) adequado para o consumo humano (água potável) é – e está ficando cada vez mais – escasso. Aproximadamente 97% de toda a água do Planeta é salgada, ou seja, estão no oceano. Enquanto que os demais 3% se concentra na forma de geleiras nas calotas polares e montanhas, além de na umidade do ar e no solo. Isso sem contabilizar a parcela desse percentual que atualmente se encontra poluída pelo homem e, portanto, imprópria para o consumo humano.

Hidrosfera - Porção terrestre composta por água

Foto: Reprodução

 

Preservação

Em decorrência do pequeno volume de água potável no mundo é fundamental que a humanidade preserve e consuma de forma consciente esse preciso líquido. Todavia, as práticas constantes que se tem tido notícia em todo o Planeta é de consumo desenfreado (desperdício) e poluição dos rios e lagos.

Outro problema relacionado a esse assunto é a poluição dos mares. Apesar de não consumida diretamente, a água do oceano serve para animais e frutos do mar que, posteriormente, são consumidos pelo ser humano.

Além disso, a poluição marinha pode causar perdas ao ecossistema marinho que, por sua vez, poderá afetar a vida no globo terrestre. Como exemplo disso temos as algas marinhas, essas que são responsáveis pelo fornecimento de considerável parte do oxigênio do Planeta e, se devastadas, poderão causar prejuízos irreparáveis.

Veja mais!