Publicado por Anna de Cássia

Caio e Tibério Graco eram dois irmãos romanos que lutavam contra os efeitos das lutas sociais que estavam acontecendo em Roma depois das Guerras Púnicas. Eles pretendiam defender os direitos dos plebeus, que eram sempre deixados de lado em favor dos desejos da nobreza.

Irmãos Graco

Foto: Reprodução

O que estava acontecendo em Roma naquela época?

Roma vivia numa época de muitas guerras e conquistas e, por isso, precisava de um exército muito grande. Como a maior parte da população romana da época era composta por camponeses, eles recrutaram todos os camponeses homens para ir lutar no exército, deixando apenas as mulheres e crianças cuidando dos campos.

Como diminuiu a quantidade de pessoas trabalhando no campo, muitas fazendas foram à falência e as mães sem seus maridos, se vendo obrigadas a sustentar seus filhos, não tiveram, senão, outra opção a não ser vender suas terras no campo para grandes latifundiários e fazendeiros ricos.

Essas famílias que venderam suas terras foram então morar na cidade, porém não possuíam muito dinheiro, com isso sérios problemas sociais começaram a aparecer em Roma. Primeiro, houve uma superlotação da cidade: muitas pessoas morando lá e pouco espaço. Por isso várias pessoas tiveram que morar nas ruas ou construir favelas.

A Tribuna da Plebe

A principal ideia da Tribuna da Plebe para acabar com os problemas sociais de Roma era uma reforma agrária, ou seja, pegar as grandes terras de latifundiários ricos e dividir entre os pobres que não tinham terra nenhuma.

Tibério Graco foi eleito como Tribuno da Plebe em 133 a.C. e com isso conseguiu que fosse aprovada uma lei que dizia que cada pessoa só podia possuir até 125 hectares de terra. Quem tivesse uma quantidade maior que essa, teria o excesso tomado pelo governo e dado aos pobres.

Consequências da reforma agrária

Como a maioria das pessoas que estavam no poder da tribuna era de latifundiários, eles não queriam que acontecesse a reforma agrária. Por isso mandaram matar todos os que apoiassem as ideias de Tibério. Mais de 500 pessoas foram assassinadas, dentre elas Tibério Graco.

Dez anos depois desse acontecido, Caio Graco, irmão de Tibério, foi eleito como Tribuno da Plebe. Ele também queria realizar a reforma agrária e começou a ganhar o apoio de muita gente para suas ideias quando ia aprovando outras leis que privilegiavam pessoas desfavorecidas.

Os grandes latifundiários, insatisfeitos, também mandaram matar Caio e todos aqueles que o apoiavam. Porém, a lei que tinha sido aprovada por Tibério continuava em vigor, e alguns anos depois começou a ser colocada em prática pelo governo, depois de uma revolta social.

Veja mais!