Publicado por Débora Silva

O significado das palavras, embora possa parecer algo fixo, não o é, já que a língua é viva: as palavras nascem, crescem, evoluem, podem mudar de forma e de sentido e até desaparecer de determinado idioma. A imaginação do homem também pode ampliar o significado de certa palavra e ela deixa de significar apenas a ideia original, que é aquela básica e objetiva.

Na linguagem literária é bastante comum que algumas palavras apresentem mais de um sentido, indo além dos significados que constam nos dicionários, sendo utilizadas em determinados contextos que ampliam o seu sentido.

Conotação e denotação

Observe as duas frases a seguir:

  • A rosa é uma flor bonita e delicada.
  • Ela é uma flor.

Perceba que nas duas frases aparece a palavra “flor”. Mas elas estão empregadas em um mesmo sentido? Não, certo? E qual é a diferença? Veja que, na primeira frase, a palavra “flor” está empregada no seu sentido real, objetivo, literal, dicionarizado; já na segunda frase, o termo “flor” aparece no sentido figurado, subjetivo, o que é muito comum na Literatura.

Na primeira frase, “flor” aparece no sentido denotativo; já na segunda frase, o termo é empregado no sentido conotativo.

Linguagem conotativa e denotativa

Foto: Reprodução

Denotação

Quando nós usamos as palavras no seu significado real, isto é, aquele que encontramos no dicionário, estamos diante de uma linguagem denotativa. A linguagem denotativa não permite múltiplas interpretações, e sim apenas uma, sendo voltada para a objetividade.

Nós encontramos a linguagem denotativa em vários textos do nosso cotidiano, como em uma reportagem, entrevista, dentre outros.

Para elucidar melhor o conceito, veja um trecho desta reportagem:

O Carnaval de rua, tradição de Diamantina, no Vale do Jequitinhonha, vai reunir uma multidão nas ladeiras de pedra em busca de diversão. A cidade tem um dos carnavais mais tradicionais de Minas com festa para todos os gostos: shows de axé, samba, funk, pop rock, blocos caricatos, grupos de percussão e as baladas nas repúblicas.

No palco principal, se revezam de sexta (13) a terça-feira (17) as apresentações de Jota Quest, Sambô, Inimigos da HP, Biquini Cavadão e Wilson Sideral. Todas as tardes e noites, as bandas locais Bartucada e BatCaverna fazem a alegria da galeria com sucessos em ritmo de Carnaval.  (…) (Fonte: R7)

Perceba que o trecho acima nos informa de algo que ainda vai acontecer, sendo passível de apenas uma interpretação.

Conotação

Quando determinada palavra é utilizada com um sentido diferente daquele que lhe é comum, nós estamos diante de uma linguagem conotativa. Além de ser bastante explorada na Literatura, a conotação é empregada em letras de músicas, anúncios publicitários, conversas do nosso cotidiano etc.

Para demonstrar que tanto a conotação quanto a denotação são bastante exploradas no nosso dia a dia, leia o exemplo a seguir:

Marina quebrou a cara.

Observe que, no exemplo acima, podemos interpretar o enunciado de duas maneiras:  entender que Marina sofreu algum acidente e fraturou o rosto, ou que ela não se deu bem em determinada situação.

*Débora Silva é graduada em Letras (Licenciatura em Língua Portuguesa e suas Literaturas).

Veja mais!