Publicado por Lia Vieira

Mal e mau são duas palavras muito parecidas, porém possuem significados diferentes. É importante ficar atento as regras gramaticais da Língua Portuguesa, pois escrevendo a palavra trocada mudamos o sentido de como deveria ser corretamente empregada.

As palavras mal e mau são homófonas, isto é, possuem a mesma pronúncia, este fenômeno é chamado de homofonia, é o grande responsável por boa parte dos erros ortográficos, portanto é importante saber distinguir.

Mal e mau

Foto: Reprodução

Mal

A palavra mal com “l” no final pode ser um advérbio de modo, um substantivo ou conjunção temporal. É o contrário, o antônimo de “bem”, de qualquer modo, se for utilizada como conjunção emprega-se como sinônimo de apenas. Vamos acompanhar alguns exemplos de aplicação com o uso do mal:

Conjunção temporal: com o sentido de quando;

“Mal saiu de férias, já deve voltar para a faculdade.”

“Os alunos foram mal na prova porque estudaram pouco.”

Substantivo: com sentido de doença, tristeza, desgraça, tragédia;

“Você não sabe o mal que me fez.”

“Há males que vêm para o bem.”

Advérbio de modo: usado como contrário de bem;

“Aquela garota saiu mal na prova de ontem.”

“O garoto foi mal recebido.”

Mau

O mau com “u”, é um adjetivo, utilizado para acompanhar um substantivo. É o contrário, antônimo de “bom”, pode ser utilizado tanto no plural quanto no feminino. A palavra mau tem origem no latim “malu”, e deve ser usado quando a intenção for a de fazer referência a algo que não seja de boa qualidade, a alguma pessoa que faça maldades e a situações cujo intuito seja o de qualificar. Vamos conferir alguns exemplos onde podemos aplicar o uso do mau:

Adjetivo: usado para acompanhar substantivo, pode se flexionar em gênero (má) e número (maus, más);

“Não eram maus alunos, somente tinham dificuldade em assimilar.”

“Eduardo é um mau garoto.”

“Os bons vencerão os maus.”

“Ela está sempre de mau humor.”

“André e Murilo são sujeitos maus.”

“Não é má ideia.”

“Fuja das más companhias.”

“O mau precisa ser mantido sob controle.”

Dica final para o uso do mal e mau

Se você estiver com dúvidas quanto ao uso do mal ou mau, uma ótima dica é substituir “mal” por “bem” e “mau” por “bom”, se fizer sentido dentro da frase, é porque o uso da palavra foi aplicado corretamente.

Mal: é classificado como advérbio e conjunção, e antecedido de artigo ou pronome, torna-se substantivo, opõe-se à bem.

Mau: é classificado como adjetivo e, antecedido de artigo ou pronome, substantiva-se, opõe-se à bom.

Veja mais!