Publicado por Anna de Cássia

Os mamutes eram animais muito parecidos com os elefantes, que viveram há mais de 10 mil anos atrás. Eles eram mamíferos, comiam plantas e sua pele era envolvida por uma camada de pelos bem grossa, pois eles viviam no tempo glacial e precisavam de muito pelo para se proteger do frio, já que havia muita neve em todos os lugares naquela época.

Mamute – Que bicho foi esse?

Foto: Reprodução

Outra característica marcante dos mamutes são as suas presas, dentes enormes que ficam na frente da boca, envolvendo a trompa, e podiam chegar até a 1,8 m de comprimento. Essas presas são muito cobiçadas até hoje em dia.

A extinção dos mamutes

Hoje em dia não existem mais mamutes, todos já foram extintos a milhares de anos atrás. A última espécie de mamutes conhecida foi a mamute-lanoso, que possuía uma quantidade de pelos inimaginável. Os pelos atingiam cerca de 50 centímetros, e eram muito pesados e volumosos.

No final da última era glacial, no Pleistoceno, a Terra começou a esquentar e o gelo a derreter. Como os mamutes possuíam muito pelo, eles não estavam preparados para viver no calor e por isso acabaram morrendo.

Essa é uma das teorias para a extinção dos mamutes, por causa das mudanças climáticas. Porém, existem também outras teorias, como a existência de doenças que dizimou os mamutes e também uma ideia de que os humanos caçaram e comeram todos. Até hoje ninguém sabe qual foi o verdadeiro motivo.

O estranho sangue dos mamutes

Quando faz muito frio, o sangue costuma coagular, deixar de ser líquido e se transformar em sólido, e assim ele não consegue circular pelo corpo. Por isso que quando está fazendo frio nós geralmente ficamos com as mãos e pés muito brancas, é o sangue parando aos poucos de circular por todo o corpo.

Então, para sobreviver ao grande frio da era glacial, o sangue dos mamutes era especial. Diferente do nosso, ele não coagulava no frio. Pesquisadores descobriram que isso se dava por causa de uma adaptação da hemoglobina que fazia com que ela conseguisse liberar o oxigênio para não coagular, mesmo quando a temperatura estava absurdamente baixa.

Fósseis de mamutes

Os fósseis de mamutes encontrados, principalmente na Sibéria, são muito bem conservados. Em alguns casos até mesmo os pelos e órgãos internos ainda estão lá, intactos. Isso acontece por que eles foram guardados por milhares de anos em um lugar muito frio, coberto de gelo, o que impediu a sua decomposição.

Veja mais!