Publicado por Priscila Melo

Muitas polêmicas afetaram e até hoje afetam muitos seguidores do cristianismo. Houveram divisões da Igreja Católica, conflitos de crenças e muitas outras coisas que ocasionaram no surgimento de novas religiões. No século XVI, aconteceu um processo chamado de Reforma Protestante, você já ouviu falar nele? Essa reforma foi a responsável pelo surgimento das demais religiões, veja um pouco mais sobre esse assunto agora.

Martinho Lutero e a Reforma Protestante

Foto: Reprodução

Martinho Lutero

Martinho Lutero, nasceu no ano de 1483, ele era um religioso católico e também estudioso de teologia. Era um jovem alemão que decidiu fazer parte da igreja após um milagre que salvou a sua vida durante uma tempestade muito violenta. Quando entrou para a igreja, Lutero teve contato direto com as atitudes do catolicismo e passou a perceber algumas práticas que considerava erradas e que eram realizadas pelos membros do clero. Desta forma, ele resolveu aprofundar mais os seus estudos para criar uma maneira que fosse mais correta na relação entre o fiel e a igreja.

A Igreja Católica

A Igreja Católica vinha perdendo sua autoridade e prestígio desde o século XIV, pois muitas de suas práticas não eram condizentes com sua doutrina, como a venda de indulgências, de cargos eclesiásticos e também a inadequação do alto clero que se comportava de maneira mundana e luxuosa. Isso fazia com a crença de muitos fieis ficasse abalada diante de todos esses acontecimentos.

Nessa época pregava-se que a salvação não se dava apenas pela fé, mas também pelas boas obras e que o perdão dos pecados e a salvação eterna poderiam ser alcançados através do pagamento em dinheiro, que seria usado para pagar as despesas da igreja. A bíblia só era escrita em latim, o que fazia com que os fiéis não conseguissem ler, já que apenas os padres conseguiam traduzi-la.

As teses de Lutero

Martinho Lutero, após se aprofundar nos estudos bíblicos, inspirou-se no versículo que dizia “O justo se salvará pela fé” e iniciou a escrever as suas famosas 95 teses luteranas. Essas teses iam contra as práticas dos membros do clero. E entre as mais importantes temos a que ele afirmava que a única forma de se alcançar a salvação eterna era através da fé cristã e a bíblia é a única fonte para a fé. Essas ideias foram expostas contra a postura que a Igreja adotava e em 1520, ao apresenta-las Lutero foi excomungado devido aos seus ideais reformistas.

A Reforma Protestante

A Reforma Protestante foi um movimento que teve início no século XVI, o líder desta reforma foi Martinho Lutero, que publicou suas 95 teses no dia 31 de outubro de 1517. Essa publicação aconteceu na porta da Igreja do Castelo de Wittenberg. Lutero protestou contra vários pontos da doutrina da Igreja Católica Romana, e passou a propor uma reforma no catolicismo romanos. Os princípios fundamentais dessa reforma são chamados de Cinco solas.

Lutero havia recebido o apoio de vários religiosos e governantes europeus, o que acabou causando uma grande revolução religiosa. Essa revolução teve início na Alemanha, em seguida estendeu-se pela Suíça, França, Países Baixos, Reino Unido, Escandinávia e algumas partes do leste europeu. Em resposta a essa revolução, a Igreja Católica criou um movimento que ficou conhecido como Contra-Reforma ou Reforma Católica, que teve início no Concílio de Trento.

Como resultado da Reforma Protestante, foi criada uma divisão da Igreja do Ocidente entre os católicos romanos e os reformados ou protestantes, dando origem ao Protestantismo.

Veja mais!