Publicado por Priscila Melo

O nosso país possui diversos ecossistemas, com uma variedade de vegetações e paisagens, entre eles temos a mata dos cocais. Você já ouviu falar nela? A mata dos cocais é uma formação vegetal típica da área de transição entre as regiões norte e nordeste do Brasil. Conheça um pouco mais desse assunto agora.

Mata dos cocais

Foto: Reprodução

O que é?

A mata dos cocais é um espaço transicional brasileiro, que fica entre a caatinga e a floresta amazônica, nos estados do Maranhão, Piauí, Ceará, Pará e norte de Tocantins. Ela recebe esse nome devido a grande quantidade de cocais, principalmente o babaçu e a carnaúba.

Além de ser uma área de transição entre a vegetação da caatinga e da floresta amazônica, representa também a transição entre o ambiente semiárido da sub-região do Agreste nordestino e a região norte, que possui um clima úmido.

O relevo

O relevo dessa região é muito diversificado, podendo encontrar planícies, depressões, planaltos e uma estrutura rochosa formada por rochas cristalinas (que são formadas por cristais) e sedimentares.

O solo desse bioma é rico em minérios como o ferro, o níquel, o ouro, a bauxita, o diamante, o alumínio, além da argila caulim. As condições do solo para atividades agrícolas são regulares, mas há algumas áreas do Pará e Tocantins em que existe uma reserva de nutrientes para agricultura, e nas áreas do Maranhão e Piauí, solos com excesso de alumínio e alta salinidade nos mangues.

A vegetação

A vegetação da Mata dos cocais e composta por florestas tropicais e amazonenses secundários, ou florestas que foram reconstruídas após o desmatamento. As principais características desse bioma são:

  • As folhas das palmeiras são grandes e finas.
  • A maioria das árvores são babaçu, carnaúba, oiticica e buriti.
  • Há uma biodiversidade de espécies de palmeiras como o açaí.
  • Nos locais onde as altitudes são menores há muitas espécies nativas de arbustos.

O clima

Devido a sua localização, esse bioma possui três tipos de climas: equatorial úmido, tropical semiúmido e tropical semiárido. Neste primeiro, a temperatura fica entre 20ºC e 40ºC e a pluviosidade acima de 2000 milímetros.

No tropical semiúmido, a temperatura fica entre 23ºC e 36ºC e a pluviosidade entre 1000 a 2000 milímetros. Já no tropical semiárido, um clima mais seco, a temperatura fica entre 25ºC e 40ºC, com precipitação entre 500 a 1000 milímetros.

A economia

A população dessa região tem seu sustento a partir da extração do babaçu e também da exploração da carnaúba. O babaçu é encontrado nas áreas mais úmidas e a parte mais utilizada é seu óleo, que é extraído das amêndoas. Já da carnaúba é extraída uma cera que se encontra em suas folhas e é usada para a fabricação de diversos produtos.

Além da atividade extrativista, a pecuária vem crescendo nessa região, mas essa atividade tem sido desordenada, voltada para a pecuária extensiva, que acaba prejudicando e ameaçando o ambiente e consequentemente a economia. Destacam-se ainda na economia dessa região as indústrias de mineração, química e a produção alimentícia.

Veja mais!