Publicado por Lia Vieira

Megacidade é o termo utilizado para definir uma cidade que sedia uma aglomeração urbana, com mais de dez milhões de habitantes, e que esteja dotada de um rápido processo de urbanização.

O termo megacidade surgiu em meados da década de 1990, quando especialistas da Organização das Nações Unidas (ONU) observaram que algumas cidades estavam aumentando seus contingentes populacionais de forma muito mais acentuada do que outras, em especial nos países subdesenvolvidos.

Diante deste cenário, a ONU utilizou o termo de megacidades para caracterizar esse grupo de municípios, além dos centros urbanos que tivessem um número de habitantes igual ou superior a 10 milhões.

Megacidades: gigantescas aglomerações urbanas

Foto: Pixabay

Muitas pessoas confundem o termo megacidade com cidade global, no entanto, não devemos confundir, afinal, embora ambos estejam relacionados à forte urbanização, possuem conceitos e realidades diferentes.

Cidade global

O termo é utilizado quando realizamos uma análise qualitativa da cidade, referindo-nos ao seu grau de influência sobre outros centros urbanos, em diferentes partes do planeta Terra.

Uma cidade global deve apresentar:

  • Sedes de grandes companhias (conglomerados e multinacionais);
  • Influência na economia mundial (bolsa de valores);
  • Serviços urbanos sofisticados;
  • Setor de telecomunicações avançado (tecnológico);
  • Centro de pesquisas universitário avançado;
  • Qualidade no transporte público (diversidade de transporte);
  • Portos e aeroportos modernos que liguem a cidade a qualquer ponto do globo.

Megacidades existentes com mais habitantes (em milhões)

  • Tóquio (Japão) – População: 35,5 (milhões de habitantes);
  • Mumbai (Índia) – População: 21,9 (milhões de habitantes);
  • Cidade do México (México) – População: 21,6 (milhões de habitantes);
  • São Paulo (Brasil) – População: 20,5 (milhões de habitantes);
  • Nova Iorque (EUA) – População: 19,9 (milhões de habitantes);
  • Nova Délhi (Índia) – População: 18,6 (milhões de habitantes);
  • Xangai (China) – População: 17,2 (milhões de habitantes);
  • Calcutá (Índia) – População: 17,0 (milhões de habitantes);
  • Daca (Bangladesh) – População: 16,8 (milhões de habitantes);
  • Jacarta (Indonésia) – População: 16,8 (milhões de habitantes).

Megacidades em países subdesenvolvidos

Nos países subdesenvolvidos, as megacidades são fortes polos de atração de população, em função disso, tendem a ter vários problemas econômicos e sociais agravados.

Nestas nações, a perspectiva é de que entre as décadas de 2010 e 2020, elas se tornem as maiores aglomerações urbanas do planeta Terra.

Dessa forma, as metrópoles de países desenvolvidos serão superadas por estes centros urbanos bastante populosos e, com isso, não será atendido em suas necessidades básicas, como, por exemplo:

  • Moradia;
  • Transporte;
  • Educação;
  • Saúde;

Fazendo com que exista um aumento significativo de miséria, altos índices de criminalidade, pobreza, violência urbana, congestionamento, dentre outros problemas, nestas regiões.

Veja mais!