Publicado por Priscila Melo

Você já observou como a borboleta vira uma borboleta? O processo pelo qual ela passa até chegar em sua última e mais bela fase é chamado de metamorfose. Mas você sabe como isso acontece? Será que toda metamorfose é igual? Veja agora como é o processo de metamorfose das borboletas, você irá conhecer todo o ciclo e outras curiosidades.

Metamorfose das borboletas

Foto: Reprodução

A metamorfose

Para começarmos, é importante saber primeiro o que é a metamorfose. A palavra metamorfose significa mudança, é a transformação de um ser em outro. Quando falamos de metamorfose em seres vivos podemos classifica-la de modo geral em dois tipos, a metamorfose dos insetos e a dos anfíbios.

Como iremos falar da metamorfose das borboletas, vamos conhecer agora um pouco da metamorfose dos insetos. Estes, ao sofrerem esse processo passam por etapas que vão desde o ovo até chegarem a forma adulta. Existem alguns insetos que passam por metamorfose incompleta, como os grilos, gafanhotos, cupins e outros. Já na metamorfose completa que começa no ovo e passa por outras etapas até chegar ao inseto adulto, temos as moscas, joaninhas, formigas, abelhas, borboletas e outros insetos.

A metamorfose completa inicia no ovo, onde sai uma larva, bem diferente do adulto. As larvas alimentam-se bastante, aumentam de tamanho e acumulam reservas. Posteriormente formam um casulo, quando param de se alimentar e consomem suas reservas. Nessa fase recebem a denominação de pupa ou crisálida, que continuam sua metamorfose até emergirem sob a forma adulta.

A borboleta

As borboletas, também chamadas de panapanãs, são insetos que pertencem a ordem Lepidoptera, são classificadas nas famílias Hesperioidea e Papilionoidea. Possuem uma beleza natural e única, suas cores variam de acordo com a espécie, assim como sua capacidade de migrar e estabelecer certas relações com animais de outras espécies.

Algumas espécies podem ser muito úteis em plantações, pois enquanto lagartas se alimentam de insetos nefastos, porém há outras que podem destruir plantações e árvores enquanto estão na forma de larvas, há ainda outras que são agentes de polinização de algumas plantas.

O ciclo

A vida da borboleta passa por um ciclo que é dividido em quatro fases: o ovo, a larva, a pupa (também chamada de crisálida) e a adulta. Este ciclo ocorre devido ao processo de metamorfose. Veja como ele se dá:

Primeiro a borboleta fêmea coloca seus ovos nas folhas de uma planta, estas folhas geralmente são utilizadas depois como alimento desse inseto quando ele nascer. Os ovos demoram em média de 5 a 15 dias para eclodir e liberar as larvas, que são mais conhecidas como lagartas.

Essas lagartas possuem um corpo comprido e em forma cilíndrica, sua cor é variada, e algumas delas possuem pelos que podem causar alergia ou queimaduras caso alguém tenha contato. Enquanto lagartas, elas se alimentam bastante, comendo folhas e é dessas folhas que tiram seus nutrientes e água necessários para a sobrevivência. Ela permanece nesta forma de 1 a 8 meses, e neste período ocorrem diversas mudanças de pele, normalmente de 5 a 8 vezes.

Após esse período, a lagarta prende-se pela parte de trás de seu corpo através de fios de seda e inicia-se a formação da crisálida, nesta fase ela não se alimenta, sobrevive apenas das reservas nutritivas de quando ainda era lagarta. Essa fase dura de uma a três semanas.

Quando a borboleta está completamente formada, a crisálida se abre e a borboleta sai de dentro dela. A borboleta adulta, é chamada de imago e nessa última fase ela já pode voar e se reproduzir, alimenta-se de substâncias na forma líquida, como néctar de flores e frutos que estão em decomposição. Nesta fase ela sobrvive de 5 dias a 1 ano.

Veja mais!