Publicado por Robson Merieverton

O espaço e todos os mistérios que ele esconde faz parte do imaginário de muitas crianças. Por sinal, você já deve ter ouvido alguma delas falando do sonho de viajar pelo espaço como astronauta ou mesmo de querer ser um quando crescer, certo? Essa é uma condição bastante comum pelo encantamento que a atividade acaba causando e por isso gerou uma data comemorativa no calendário brasileiro, dada como o dia 9 de janeiro.

A intenção de instituir a data foi a de homenagear a Missão Centenário, realizada em 2006 pela Agência Espacial Brasileira (AEB), em conjunto com a Agência Espacial Norte-Americana (NASA) e a Agência Espacial Russa (Roscosmos). A intenção também foi marcar a ida do primeiro astronauta brasileiro, Marcos Pontes que integrou a missão espacial.

Antes de Pontes integrar a missão, ele passou por intenso treinamento, que durou oito anos. A missão teve o objetivo de realizar testes e reparos na estrutura da Estação Espacial Internacional, cuja sigla em inglês é ISS. O projeto, que é fruto da parceria entre 16 países, entre eles o Brasil, reuniu cientistas de renome de diversos países ao redor do mundo.

No Brasil, 9 de janeiro é o Dia do Astronauta

Foto: depositphotos

Definição para astronauta

Tecnicamente considera-se astronauta toda pessoa que empreenda voo balístico ou orbital de no mínimo 100 km de altitude, distância dada como o limite externo da atmosfera. Embora geralmente reservado para os profissionais viajantes, por vezes o termo é aplicado a qualquer pessoa que viaja no espaço, incluindo cientistas, políticos, jornalistas e turistas.

Até 2003, os astronautas eram patrocinados e formados exclusivamente pelos governos, pelas forças armadas ou por agências espaciais estatais civis. No entanto, com o primeiro vôo sub-orbital do setor privado-financiado SpaceShipOne em 2004, surgiu uma nova categoria de astronautas: o astronauta privado.

Os termos “astronauta”, “cosmonauta”, “taikonauta” e “espaçonauta” são considerados sinônimos para “viajantes espaciais”. Na maior parte das vezes, os dois primeiros termos aparecem em todas as línguas e o uso da escolha é frequentemente ditado por razões políticas, sendo que ambos os termos ficaram consagrados durante a corrida espacial da década de 1960, disputada entre os Estados Unidos e a ex-União Soviética.

Os primeiros astronautas da Agência Espacial Americana (Nasa) foram selecionados em 1959. No início do programa espacial, os pré-requisitos para uma pessoa tornar-se astronauta da Nasa seria ter formação em engenharia e pilotagem de aviões militares a jato. Selecionados, os astronautas passam por um treinamento de 20 meses em uma variedade de áreas, incluindo testes de atividade extraveicular.

Sobre Marcos Pontes

Marcos Pontes nasceu em Bauru, SP em 11 de março de 1963. Vindo de família humilde, Pontes começou a trabalhar aos 14 anos como eletricista aprendiz da Rede Ferroviária para ajudar no orçamento de casa. Sonhou em ser piloto. Entrou para a Força Aérea Brasileira como piloto de combate, onde permaneceu até 1998.

Foi selecionado pela Agência Espacial Brasileira por concurso público aberto a todos os brasileiros. Ele passou a servir o Brasil nas funções de Astronauta, na NASA, em Houston, Texas, no Programa da Estação Espacial Internacional.

Em 2005, o astronauta foi convidado a participar como tripulante da Missão Centenário, criada, definida, contratada e gerenciada pela Agência Espacial Brasileira. Em março de 2006, o astronauta Marcos Pontes levou a bandeira do Brasil, pela primeira vez, em órbita da Terra.

Veja mais!