Publicado por Anna de Cássia

A população do mundo inteiro está sempre aumentando, pois as pessoas têm filhos, e assim o número de pessoas cresce. Estudar e entender as taxas de crescimento da população é algo importante, pois só assim é possível planejar políticas sociais, como o combate à fome e à pobreza, por exemplo.

O crescimento da população

Foto: Reprodução

Como é o estudo de população?

Que é muito importante estudar o crescimento da população você já entendeu. Mas você sabe como é que se estuda isso? Quais as técnicas utilizadas? É possível acompanhar o crescimento da população de duas maneiras diferentes: crescimento absoluto e crescimento vegetativo.

Crescimento absoluto

Ao estudar o crescimento absoluto, estamos levanto em consideração o número total de habitantes de um determinado lugar, e comparando com o número total do ano anterior. Por exemplo, em 2013, uma cidade possuía 300 mil habitantes. Em 2014 ela possui 335 mil habitantes. Esse é o número de crescimento absoluto da cidade.

Porém, dentre esse crescimento absoluto, podem estar pessoas que nasceram naquela cidade, ou pessoas que migraram, ou seja, se mudaram de outra cidade e agora estão morando lá. O crescimento absoluto não faz distinção em relação a isso.

Crescimento vegetativo

Diferente do crescimento absoluto, o crescimento vegetativo não considera as pessoas que migraram, apenas as que nasceram. O cálculo do número do crescimento vegetativo se dá pela subtração da taxa de natalidade pela taxa de mortalidade de um período de tempo determinado.

Ou seja, você pega o número de quantas pessoas nasceram naquele determinado ano, diminui pelo número de quantas pessoas morreram naquele determinado ano, e o resultado será o crescimento vegetativo daquele ano.

A taxa de crescimento vegetativo é muito eficiente para dizer a quantidade do aumento da população mundial, entretanto, não funciona muito bem para falar do aumento de população de uma cidade ou país, pois não considera os casos de migração.

Crescimento negativo

Quando o número de mortes é maior que o número de nascimentos, ao invés da população aumentar ela diminui. Esses casos são chamados de crescimento negativo, e apesar de raros acontecem.

Hoje em dia é comum encontrar crescimento negativo em alguns países da Europa, onde os jovens não quiseram ter filhos, apenas trabalhar, e as pessoas estão ficando cada vez mais velhas e morrendo mais.

Esse caso diferente também pode acontecer quando o país passa por algum conflito, como uma guerra, que acaba fazendo com que morra uma quantidade de pessoas muito grande, que supere a quantidade de nascimentos.

Veja mais!