Publicado por Natália Petrin

Os animais fazem parte da vida de todos nós, mesmo que indiretamente. Se você tem um cãozinho, um gatinho, um passarinho ou qualquer pet em casa, sabe o quanto eles são amáveis e importantes em nossas vidas. Mas é preciso pensar também em outros animais, como a vaca, a ovelha, a galinha, os morcegos, mosquitos e lagartixas. Todos eles têm papéis essenciais no meio ambiente, equilibrando a vida entre os seres vivos. É essencial que os homens respeitem os animais, pois, além de serem seres vivos, algumas espécies encontram-se em extinção, e correm o risco de desaparecerem completamente.

Isso é prejudicial para outros animais, inclusive, pois existe uma cadeia alimentar em que um determinado animal pode acabar sendo prejudicado com a extinção de outro, assim como existem algumas plantas que dependem de determinados animais para reproduzirem-se, correndo riscos também de tornarem-se extintas, portanto.

A natureza é o habitat natural dos animais, e a destruição deste ambiente por parte dos seres humanos está afastando-os para outros lugares e prejudicando a sua sobrevivência.

O Dia Mundial dos Animais

Foto: Pixabay

O desrespeito aos animais

Em todo o mundo os animais são desrespeitados e correm riscos devido à poluição e à eliminação predatória feita pelas pessoas. As focas bebês, na Antártida, por exemplo, são mortos por esporte de forma brutal. Existem ainda outras formas de crueldade, como a criação de lagos e praias artificiais, no Brasil, que destrói o cerrado e mata animais que não conseguem fugir. A matança de baleias no Japão, por exemplo, para a produção de cosméticos, já é um processo de extinção.

Os circos são outra forma de crueldade comumente vistas: apesar de ser um show que muitos gostam, são eventos em que os animais sofrem de estresse e maus tratos para o adestramento de como se portar diante da plateia.

O Dia Mundial dos Animais

O Dia Mundial dos Animais é um dia para refletir a importância dos mesmos. É comemorado no dia 4 de outubro, data escolhida para homenagear São Francisco de Assis, padroeiro dos animais, como a data de seu falecimento. São Francisco de Assis tinha muito apreço pelos animais e criava algumas espécies dando carinho e atenção, água e alimento, além de cuidar de seus ferimentos.

A data é comemorada desde o ano de 1930, por decisão do Congresso de Proteção Animal, ocorrido em Viena, na Áustria. Os direitos dos animais, no entanto, somente foram registrados algum tempo depois: em 15 de outubro de 1978, quando a Declaração Universal dos Direitos dos Animais foi aprovada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O documento esclarece que entre os direitos dos animais estão o de existir e de ser respeitado, e ainda lembra que nós, humanos, também somos animais.

Diante da conscientização que vem se disseminando com o passar dos anos, a sociedade tem se unido para lutar contra a degradação da natureza e dos animais, com vários grupos como o Greenpeace, que defende a natureza e cria áreas de preservação ambiental.

Veja mais!