Publicado por Robson Merieverton

Depois de se esforçar muito e acabar o semestre com todas as notas azuis no boletim, nada melhor do que aproveitar as tão esperadas férias. Alguns aproveitam para visitar parentes e até viajar com a família. Apesar do que, muitos preferem mesmo é aproveitar para interagir com novos e antigos colegas, realizar atividades de lazer e ter contato com a natureza. Basicamente, a solução é ingressar em uma colônia de férias.

Geralmente organizadas por clubes, escolas e outros espaços, as colônias de férias são opções perfeitas para crianças, jovens e adolescentes aproveitarem o período de recesso escolar. A partir de atividades programadas com caráter recreativo e esportivo, organizadas por pessoas qualificadas, os participantes recarregam as energias, além de se divertirem a valer.

Algumas colônias de férias, sobretudo aquelas montadas para crianças maiores, podem ser realizadas fora da cidade, em chácaras ou clubes campestres. Elas podem seguir o regime semi-integral e integral. Na primeira situação o participante fica sob a responsabilidade dos recreadores durante o dia, voltando para casa no fim da tarde ou a noite. Já no regime integral, os períodos se estendem por vários dias, sendo obrigatório a permanência no local todo o tempo.

Atividades de uma colônia de férias

O que é uma colônia de férias?

Foto: Depositphotos

Para que o passeio seja bastante proveitoso para os participantes, uma série de atividades esportivas, recreativas e ecológicas são oferecidas. No âmbito esportivo, os participantes são convidados a participar de torneios, onde esportes coletivos aparecem no topo da preferência, como futebol, basquete, natação, entre outros. Nas atividades recreativas, gincanas, apresentações teatrais, jogos, brincadeiras, oficinas de desenho, pintura e dobradura, atrai a atenção de todos. Na área ecológica, trilhas e atividades ao ar livre são as preferidas.

Existem colônias de férias que, além de promover atividades para crianças, também convidam a família para um momento de interação diferenciado. Ele serve, principalmente, para fortalecer os vínculos. Esta é uma boa opção para quem busca se aproximar mais do filho ou participar, de alguma forma, das férias escolares.

Participação dos pais

Apesar de algumas colônias de férias promover atividades de interação entre pais e filhos, nem todas seguem essa logística. Por isso é importante que, de alguma forma, os pais se mostrem presentes nas férias dos filhos. Caso isso não seja possível durante a semana, vale a pena reservar os fins de semana para programar algo em família. Mais tarde, isso fará toda a diferença para a criança, sobretudo na relação pai e filho. Um cinema, um passeio no parque, uma viagem bacana, enfim, opções é o que não vão faltar para quem quer se divertir.

Cuidados na escolha da colônia de férias

É importante que se leve em consideração a idade do participante, antes de matricula-lo em uma colônia de férias. As atividades oferecidas podem não seguir de acordo com a idade deles. Procure referências da colônia: veja quem são os recreadores e o local onde acontecem as atividades. Assim, não tem como as férias darem errado.

Veja mais!