Publicado por Débora Silva

Hipertexto, de acordo com as definições de vários estudiosos, é um termo utilizado para definir um processo de escrita e leitura não-linear, isto é, que possibilita o acesso ilimitado a outros textos de forma instantânea, seja na forma de blocos de textos, palavras, imagens ou sons.

Quando navegamos na Internet, nos deparamos com vários “hiperlinks”, não é verdade? Hiperlinks são trechos de textos que ligam uma página a outra, interconectando os diversos conjuntos de informação. Não é à toa que o sistema de hipertexto mais conhecido atualmente é a World Wide Web (WWW).

O hipertexto e a sua história

O termo hipertexto pode ser compreendido como uma nova concepção de textualidade, pois esta passa a funcionar por associação, o que possibilita a realização de uma trama ou rede. Nos dias atuais, o hipertexto é o texto disponibilizado pelas redes de computadores, sendo conhecidos como hiperlinks, ou simplesmente links. Na Internet, estamos o tempo inteiro lidando com os hiperlinks, ou links, que possuem um código que permite que, ao clicarmos com o mouse sobre o texto, possamos mudar facilmente a página do navegador para uma nova página.

O sistema de hipertexto mais conhecido atualmente é a World Wide Web, entretanto, a Internet não criou esta nova concepção de textualidade e não é o único suporte onde ela se manifesta.

Ilustração  de homem lendo texto em tablet

Ilustração: Depositphotos

Alguns autores, como Burke e Chartier, afirmam que as primeiras manifestações hipertextuais ocorreram durante os séculos XVI e XVII. A primeira descrição formal da ideia teria surgido no ano de 1945, com a publicação de Vannevar Bush, intitulada “As We May Think”, na The Atlantic Monthly. Em seu texto, Bush descrevia o dispositivo “Memex” e criticava os sistemas de informação daquela época, que funcionavam por meio de ordenações lineares. Para o inventor, o pensamento humano trabalha por meio de associações e, por este motivo, era assim que ele apresentava o funcionamento do Memex. Tal dispositivo não chegou a ser construído, mas é considerado um dos antecessores da nossa web atual.

As características do hipertexto

O hipertexto possui algumas características básicas, como a escrita/leitura não-sequencial, a interatividade proporcionada pelo meio digital e a existência de links textuais ou não. Alguns autores defendem que o hipertexto ocorre apenas nos ambientes digitais; no entanto, outros estudiosos afirmam que a representação hipertextual da informação também pode ocorrer no papel, por exemplo, como no caso de uma enciclopédia, pois acessamos os verbetes por meio não-linear.

As principais características do hipertexto são as seguintes: intertextualidade, interatividade, velocidade, precisão, organização multilinear, transitoriedade, estrutura em rede, acessibilidade e dinamismo.

Veja mais!