Publicado por Katharyne Bezerra

Você sabe o que faz um bombeiro? Quando se pensa em bombeiro logo vem a mente um prédio em chamas, não é verdade? E é claro que um profissional desse ramo trabalha para apagar incêndios, mas essa não é a sua única função na sociedade. Dependendo do tipo de bombeiro, se civil ou militar, podem surgir outras responsabilidades.

Então, se você está pensando em seguir com essa profissão, é imprescindível que você a conheça melhor. Nesse sentido, você precisa saber o que os bombeiros fazem no dia a dia, o que é necessário fazer para se tornar um profissional dessa área e o que é um Corpo de Bombeiros.

Além disso, se faz importante conhecer todos os equipamentos que essa função exige, bem como o carro de bombeiros. Mas também saber sobre carga horária, função e até mesmo quanto um bombeiro ganha.

Com todas essas informações em mente, fica mais fácil trilhar o caminho dessa profissão. Para que assim você possa salvar vidas, cuidar dos animais e lutar pelo meio ambiente de uma única vez.

O que faz um bombeiro?

A princípio, o bombeiro trabalhava apenas no combate a incêndios. Assim, tinha como única responsabilidade salvar as pessoas que se encontravam em lugares em chamas e conter o fogo. No entanto, com o passar do tempo, as atividades foram redefinidas e outras funções agora fazem parte do dia a dia do bombeiro.

Bombeiro com mangueira apagando chamas

O bombeiro militar precisa se submeter a um concurso com 4 etapas e ainda fazer curso preparatório (Foto: depositphotos)

De uma maneira geral, esse profissional é responsável pela preservação dos patrimônios históricos das cidades com risco de desmoronamento. Também é função do bombeiro fazer resgates de pessoas em diversas situações perigosas e conscientizar a população sobre as mais diferentes medidas de segurança.

Além disso, dependendo do tipo de bombeiro, outras responsabilidades podem ser adicionadas as ações desse profissional. A seguir você pode conferir quais são os tipos de bombeiros que existem e as suas especificidades.

Quais são os tipos de bombeiro?

Os tipos de bombeiros são definidos de acordo com o local de trabalho, as atividades que eles desempenham e o processo percorrido para se tornar um profissional dessa área.

Diante dessas diferenças, seis tipos são citados nesse artigo, são eles: o bombeiro civil, militar, industrial, hidráulico, mirim e o voluntário. Nos próximos tópicos você pode identificar as diferenças entre eles, fazendo uma análise mais detalhada de cada um deles.

Veja também: O estado físico do fogo

Bombeiro Civil

Para ser um bombeiro civil é necessário fazer um curso profissionalizante. Após a conclusão, o estudante recebe o título de bombeiro. Com isso ele pode trabalhar em empresas privadas e eventos. Por exemplo, é comum ver um bombeiro civil em piscinas, festas, faculdades etc.

O papel desse profissional é trabalhar para prevenção de incêndios e fazer o resgate de vítimas nas mais diversas ocasiões. Nesse caso, pode ser um afogamento, um incêndio, acidentes automobilísticos entre outros.

Por isso, o profissional deve estar preparado para atuar em diferentes situações. Por exemplo, um bombeiro civil deve estar sempre pronto e disposto a prestar os primeiros socorros, isolar áreas, nadar bem entre outros casos.

Bombeiro Militar

De uma maneria geral, o bombeiro militar atua de forma semelhante ao bombeiro civil. A grande diferença entre eles é que enquanto o civil presta serviços para uma empresa ou evento fechado, o militar serve a toda população.

Por essa razão, para atuar como bombeiro militar os interessados devem passar por pelo menos quatro etapas de um concurso público elaborado pelos estados brasileiros e o Distrito Federal. Inicialmente os candidatos devem fazer uma prova com questões de conhecimentos gerais e uma redação.

Em seguida, os aprovados são submetidos a um teste físico. Nessa fase são selecionados aqueles que apresentam uma boa aptidão física em aspectos como corrida, natação e elevação do próprio corpo.

Já a terceira fase é de levantamento de dados dos selecionados. Assim, as pessoas que possuem envolvimento com qualquer crime ou contravenção penal não seguem para a quarta e última fase do concurso.

Já na última fase há uma avaliação médica que examina as condições físicas e mentais dos participantes. Por exemplo, quem estiver acima do peso não é aceito na corporação. O mesmo ocorre com aqueles que apresentam tatuagens que façam apologia ao crime, racismo ou atente contra as instituições democráticas.

Por fim, os candidatos selecionados passam por um período de dois anos para conclusão de um curso de formação. Durante todo esse tempo, os envolvidos precisam se dedicar inteiramente a área e para isso recebem uma remuneração que varia de acordo com o estado. Só após o final desse curso, o profissional é considerado um bombeiro militar.

Bombeiro Industrial

Geralmente, o bombeiro industrial é um cargo ocupado por bombeiros civis que se especializaram em técnico em segurança do trabalho. Por isso, eles atuam em indústrias fazendo o acompanhamento e a liberação de alguns trabalhos.

Por exemplo, é de competência de um bombeiro industrial conduzir serviços de solda e corte, receber produtos químicos e estar atento a dispensa de resíduos oriundos da empresa. Tudo isso com foco na prevenção de incêndio e, se for o caso, no combate também.

Bombeiro Hidráulico

Assim como no caso anterior, o bombeiro hidráulico também se profissionalizou como bombeiro civil e depois se especializou na rede hidráulica. Com isso, eles são contratados por empresas para realizar atividades como operacionalizar projeto de instalações de tubulações, preparar local para instalação, pré-montar, finalizar e proteger instalações etc.

Bombeiro mirim

Na verdade, Bombeiro Mirim é um projeto que está presente em diversas corporações militares do país. Entre os objetivos estão o de dar a oportunidade de crianças entre 7 e 14 anos conhecerem essa profissão e criar uma expectativa de futuro para as que vivem em situação socialmente vulnerável.

De acordo com o site do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, o curso de Bombeiro Mirim aborda temas como: “noções de prevenção contra incêndio, primeiros socorros e acidentes de trânsito, evitando e/ou minimizando o índice de acidentes; o meio ambiente e os cuidados para a sua preservação; a prevenção ao uso de drogas lícitas e ilícitas; os principais aspectos de higiene e de prevenção de doenças; entre outros.”

Bombeiro voluntário

São chamados de bombeiros voluntários os bombeiros civis que trabalham em unidades militares de forma gratuita. Nesses casos, os profissionais prestam serviços a sociedade em troca de conhecimento e experiência, mas não são remunerados com essa finalidade.

Carro de bombeiro

No Brasil não existe uma linha de produção de carro de Bombeiros, por isso os carros que integram as unidades militares são transformados para atender as necessidades dos profissionais.

Por essa razão, cada cidade tem um carro com suas próprias características. Isso porque, alguns municípios brasileiros possuem apenas um automóvel e por isso precisam de mais espaço para transportar todos os equipamentos.

Desenho de bombeiro apagando fogo de casa

O carro do bombeiro contém todos os equipamentos necessários para combater incêndio e realizar resgates (Foto: depositphotos)

Mas de uma maneira geral, o carro de bombeiro é da cor vermelho royal, é carregado de água e possui bombas com grandes capacidades de jato. Também é comum ter espaço para escadas e pode possuir uma torre de iluminação, para facilitar as ocorrências noturnas.

Além do carro de bombeiros, os próprios profissionais devem ter ferramentas de trabalho sempre em fácil acesso. Por isso, é comum ver que no fardamento de um bombeiro civil há acessórios para carregar itens essenciais, como: luvas, máscaras, lanternas, gaze, curativo adesivo etc.

Dia do Bombeiro

No território brasileiro, o Dia do Bombeiro é comemorado todo dia 2 de julho. Esta data foi escolhida em homenagem a primeira corporação existente, o Corpo Provisório de Bombeiros da Corte.

Criado em 2 de julho de 1856, no Rio de Janeiro, esse Corpo de Bombeiro estava sob o comando do major João Batista de Morais Antas. Já em 1954, a data foi oficialmente instituída no calendário do Brasil.

Com essa determinação, a semana do Dia do Bombeiro também é utilizada como Semana de Prevenção Contra Incêndios. Todos os anos as corporações realizam diversas palestras em empresas, escolas e faculdades, alertando as pessoas sobre os princípios básicos contra os incêndios.

Veja também: Combustão

Profissão: carga horária e quanto ganha?

Como visto, a profissão de bombeiro pode ser exercida de várias maneiras dependendo do tipo de bombeiro que se é. Por essa razão, a carga horária, o quanto ganha e a função do profissional dentro de campo também são diferenciadas.

Por essa razão, vamos abordar cada um deles com relação a esses tópicos, para ficar mais fácil a compreensão. Assim, você sabe o quanto se trabalha e o valor do salário de cada um.

  • Bombeiro civil: O bombeiro civil deve trabalhar de 36 horas semanais. No entanto, deve ser escalado da seguinte maneira, 12 horas de trabalho e 36 horas de folga. Já o salário vai depender da empresa para qual ele trabalha, mas o valor está entre R$ 1.200 a R$ 3.100. Isso sem mencionar o adicional de periculosidade de 30% que os bombeiros possuem em seus salários
  • Bombeiro militar: Já o militar trabalha 24 horas para folgar 72 horas. Ou seja, trabalha um dia na semana para folgar três. O salário é de R$ 2.000 a R$ 5.000, com chances de aumentar caso suba de cargo dentro da corporação
  • Bombeiro industrial: Geralmente o bombeiro industrial tem a mesma caraga horária que o bombeiro civil, 12X36. Com relação ao salário, esse pode variar de acordo com a empresa e a região. De uma maneira geral, a remuneração fica em torno de R$ 1800 a R$ 3000.
  • Bombeiro hidráulico: A jornada de trabalho de um bombeiro desse tipo é de 44 horas semanais. E a remuneração desse profissional tem um teto de R$ 2.342,79.

Por fim, o bombeiro mirim e o voluntário não recebem gratificações pelos seus serviços. Enquanto o primeiro é apenas um estudante do Corpo de Bombeiros, o segundo presta um serviço comunitário em troca de experiência profissional.

Quer se tornar um bombeiro?

Agora que você já sabe como é o dia a dia dos tipos de bombeiros, quanto eles ganham e o período de trabalho, que tal estudar bastante para se tornar um? Assim você pode salvar vidas de incêndios, ajudar pessoas ou animais em situação e resgatar aqueles que precisam de um suporte profissional.

Veja mais!